A CULPA É DAS ESTRELAS (Crítica)

A CULPA E DAS ESTRELAS

5estrelas

Por Victor Piacenti

A CULPA E DAS ESTRELAS03

Acho que uma das coisas mais complicadas que tem, é falar sobre algo que você gosta ou gostou muito sem parecer uma pessoa muito empolgada ou até mesmo exagerada. Também é muito difícil fazer uma resenha e falar sobre pontos bons ou ruins, sendo que você simplesmente adorou tudo e não conseguiu enxergar defeito algum. Para falar sobre ‘A Culpa é das Estrelas’, vou fazer um pouco diferente. Não vou falar o que gostei e deixei de gostar, o que é bom e o que não é, vou apenas dizer tudo que senti assistindo e deixar o veredicto por conta de cada um que assistir essa maravilha. Vocês estão preparados? Pega o lencinho e vem comigo, por que olha… até os brutos (que nem eu, rs) vão se emocionar com a história de Hazel Grace e Augustus Waters <3

É difícil até começar a falar, acho que nunca na minha vida me apeguei tanto a personagens ou a uma história. Tudo que vemos ali é tão simples, mas ao mesmo tempo tão intenso, tudo vem com uma naturalidade tão incomum que fascina, encanta e emociona. ‘A Culpa é das Estrelas’ consegue fazer você rir e chorar sem fazer o mínimo esforço pra isso. O tempo todo assisti o filme com um sorriso no rosto e olha, vou confessar mesmo, uma lágrima prontíssima pra rolar pelas minhas bochechas grandes. Seja ela de tristeza ou alegria, não importa, até as lágrimas vem com uma facilidade incrível nesse filme. Seja pelo amor dos protagonistas, seja pela doença da Hazel, seja por uma atitude do Augustus para conquista-la, seja pela forma como a história é contada, mas acima de tudo.. elas vem pela delicadeza como um assunto tão triste é tratado de maneira tão descontraída, sem parecer algo errado ou até mesmo grosseiro.

A CULPA E DAS ESTRELAS02

Não acho que o sucesso que o livro teve e que muito provavelmente o filme também terá, seja a toa. ‘A Culpa é das Estrelas’ não é somente um romance entre dois adolescentes, está muito longe disso. Ele fala sobre como encarar a vida em suas mais diversas situações, sobre se libertar dos seus medos e aceitar suas condições. Um tema retratado em diversos filmes, com certeza, mas acho que nunca de um modo onde você conseguisse sentir tudo que ele quer passar.. e de uma maneira onde tudo isso ocorre sem dificuldades. A história do Augustus e da Hazel é tão fascinante, que mesmo depois de quase um mês que eu vi o filme e dois anos que li o livro, não saiu da minha cabeça. E também não faço questão que isso aconteça. O que se tornou talvez um dos meus livros favoritos, também se tornou um de meus filmes favoritos e não tenho dúvida alguma disso.

‘A Culpa é das Estrelas’ é pra mim o melhor filme desse ano e também um dos melhores filmes já feitos. Ele consegue divertir, cativar, refletir e emocionar sem fazer esforço nenhum para que você sinta qualquer uma dessas coisas. É um filme que entra na sua cabeça e não vai sair tão cedo. De verdade, abre seu coração, compra uma caixa de calmante, uma garrafa d’água, pega bastante lenço, mas por favor, assista esse filme e depois vem aqui me contar o estado que saíram da sessão. Boas lágrimas e bom divertimento 🙂

PS: Talvez seja legal já levar o encaminhamento para o psicólogo contigo ao cinema, vai que você precisa dele depois, né? rs

A CULPA E DAS ESTRELAS01

SINOPSE

Diagnosticada com câncer, Hazel Grace Lancaster (Shailene Woodley) se mantém viva graças a uma droga experimental. Após passar anos lutando com a doença, a jovem é forçada pelos pais a participar de um grupo de apoio e logo conhece Augustus Waters (Ansel Elgort), um rapaz que vai mudar completamente a sua vida.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Josh Boone” espaco=”br”]Josh Boone[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: John Green, Michael H. Weber e Scott Neustadter
Título Original: The Fault in Our Stars
Gênero: Drama
Duração: 2h 5min
Ano de lançamento: 2014
Classificação etária: 12 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook

7 Comentários

  1. Marissa

    Sou médica pediatra e vi muitos casos de crianças com câncer e vendo o filme consegui ver nos personagens exatamente os mesmos sentimentos que via nos pacientes que acompanhei. O filme é lindo, intenso e de uma delicadeza imensa! No meio do filme não conseguia escutar o que os artistas falavam pela crise de choro das pessoas que estavam assistindo! Vale a pena ver! Realmente um dos melhores filmes que já vi!

  2. Rafinha

    Fui assistir A CULPA É DAS ESTRELAS

    Sinceramente, o filme é uma DROGA!

    Pouco inteligente em sua montagem e texto.

    Parece que tenta chamar os adolescentes de COMPLETOS IDIOTAS, só que, sem agredi-los tanto.

    Fui assistir devido o treiler ter demonstrado ser um bom filme. Agora, NUNCA MAIS NA MINHA VIDA eu usarei o treiler para pautar alguma medida da sétima arte.

    A única coisa que prestou no filme foi a atriz principal, pois ela me lembra muito a comediante dos EUA, Ellen Degeneres, a mesma que apresenta o Oscar. Se vc não conhece ainda, é só lembrar o que é uma SELF, e pronto, aí sim, vc vai lembrar, pois foi ela que começou essa febre toda de tirar fotos e dá RT’s no twitter. Até o corte de cabelo da atriz é parecido com o dela.

    Comecei a me questionar o seguinte: COMO UM DIRETOR TEM A CARA-DE-PAU DE PRODUZIR UM FILME TÃO IDIOTA E BABACA ASSIM?

    Daí, na própria sala de cinema, eu tive essa resposta: 3 ADOLESCENTES, CHUTAVAM A MINHA CADEIRA EM QUE EU ESTAVA SENTADO E NÃO PARAVAM DE CONVERSAR O FILME INTEIRINHO…

    Tá aí a explicação do diretor ter SE REBAIXADO TANTO pra tentar falar a mesma língua desses MESMOS ADOLESCENTES QUE DAVAM CHUTES NA MINHA POLTRONA NO CINEMA…

    Na boa?

    Acho que os adolescentes são mais inteligentes que isso. Acho até que o filme foi colocado SOMENTE pra chamar a atenção desses jovens QUE NÃO TEM NADA NA CABEÇA E CHUTAM POLTRONAS.

    SPOILER

    Atenção: IREI CONTAR PARTES DO FILME, ENTÃO, SE VC NÃO QUER SABER, CAI FORA.

    ——————————————

    O filme é tão mal feito que, o médico relata que a menina ESTÁ MUITO DOENTE E DIZ QUE ELA NÃO PODERIA VIAJAR DE AVIÃO, aí, do nada, pegamos a garota viajando….

    Na boa? Pra quê criar uma cena com esse médico falando isso então? Se ela não poderia viajar, como é que o filme faz ela viajar? Viu que IDIOTÍCE? Coisas mal explicadas.

    Outra coisa: 3 AMIGOS TACAM OVOS NUM CARRO E A DONA APARECE, SÓ QUE OS ADOLESCENTES FAZEM ELA ENTRAR PRA CASA E ELES CONTINUAM TACANDO OVOS NO CARRO? Tipo, aquela mulher é uma BANANA? É isso? Faça isso na vida real pra vc ver o que vai te acontecer !!!!

    E por último: QUE DIÁLOGOS “EMBASBACADOS” HEM??? Conversas soltas e idiotas que não tem sentido algum para nada e nem levam para lugar algum…

    Ai ai…

    Na boa? Os adolescentes que conheço, DÃO DE 10 A 0 nesses aí do filme, viu…

    Se chorei no cinema? Todos choraram. Eu me comovi umas 4 vezes. Mas tipo, ERA O ESPERADO NÉ GALERA????

    A única coisa que gostei foi a abertura, pois assim que começa o filme, a câmera é colocada para cima para mostrar as estrelas…

    Ou seja, o que salvou no filme foi a atriz e essa cena do começo, E SÓ…

    E se vocês não gostaram dessa minha crítica, eu gostaria de dizer que conheci um rapaz em que ao ler o que ele escreve, me sinto motivado, com mais opiniões, ele me surpreende de tal modo que não consigo parar de ler os seus textos. Ele é fantástico, genial e mais, ele surpreende a todos com sua inteligência e ousadia:

    SIM, ESTOU FALANDO DE MIM MESMO, SÓ QUE NA 3º PESSOA.

  3. Adriano

    Parei de ler essa crítica do tal Rafinha na palavra TREILER. Para mim bastou.

  4. Bruna

    Lindo filme! Você consegue sair da gargalhada para as lágrimas em questão de segundos e, até mesmo, rir e chorar ao mesmo tempo. Saí do cinema me sentindo pesada pela carga de sentimentos que absorvi durante o filme, já que é muito intenso. Assistam!

  5. Flávio

    Acho que o mal amado do Farinha queria ver um documentário sobre o câncer e não um drama romântico… Sujeito grosseiro, deve ter herpes genital…