A NOITE DA VIRADA (Crítica)

A NOITE DA VIRADA

3estrelas

Por Igor Pinheiro

A NOITE DA VIRADA01

Fui animado para a sessão de A Noite da Virada, gosto muito de alguns nomes do elenco, a comédia não parecia ser muito boba e a coisa toda parecia ter potencial para funcionar. Encontrei tudo isso. Boas atuações, situações engraçadas e adultas, tudo muito bem feito e aí… Fuén. O que faltou?

É o primeiro longa dirigido por Fábio Mendonça, mas acho que isso não seja desculpa para a sensação de “está faltando alguma coisa” durante os 90 minutos de exibição. E eu nem estava esperando algo sensacional, ainda bem, porque caso contrário poderia ter odiado o filme, não é o caso. Mas a gente vê as coisas acontecendo sem chegar ao ápice o tempo inteiro.

A ideia de concentrar tudo na festa de ano novo é boa, focando principalmente nos três banheiros da casa, onde os personagens conversam e interagem bem. As situações engraçadas não arrancaram risadas altas de ninguém na plateia, no máximo um riso abafado. Mas isso não quer dizer que o filme seja sem graça, mas boas partes das situações são daquele tipo de comédia que não é pra rir, entende?

A NOITE DA VIRADA02

O elenco é muito legal. Adoro Julia Rabello, Luana Martau e João Vicente de Castro têm uma ótima química e Paulo Tiefenthaler talvez seja o melhor ali, principalmente no começo do filme. E como não falar de Luana Piovani? É notável que a atriz melhorou muito com o tempo e hoje faz excelentes trabalhos na TV (ela é incrível em Dupla Identidade) e no cinema. Não importa o que dizem sobre ela ser uma pessoa ruim, não estamos aqui para isso.

A trama, baseada em uma peça de teatro homônima, nos mostra o casal Ana e Paulo (Julia e Paulo, respectivamente) terminando o relacionamento antes de uma baita festa de ano novo realizada pelos dois. Com a chegada dos convidados, amigos e vizinhos, vamos descobrindo alguns segredos, traições e as situações acabam fazendo com que todas as histórias se cruzem de forma um tanto quanto trágica para um filme de comédia. Talvez o erro todo esteja aí, não sei.

As participações especiais dão um toque legal, tem desde celebridades da internet aparecendo por três segundos até Alexandre Frota como chefe da equipe de bombeiros. O que me irrita em alguma dessas aparições é o fato de elas estarem completamente desconexas da trama principal, parecendo estar ali apenas para tapar buraco (e eu tenho notado isso em vários longas brasileiros de comédia nos últimos anos). É o caso da participação de Rodrigo Sant’Anna, que até faz rir, mas não serve para muita coisa, e dos dois amigos drogados no banheiro, que até servem de gatilho para o clímax da história, mas são completamente dispensáveis.

No fim, depois de tantas histórias e tantas piadas “sérias”, fiquei sem saber o que achar, de um jeito ruim, infelizmente. Mas talvez funcione, não tem como prever, de repente o público não me ajudou a me envolver com o filme, só que não acho que esse seja o caso. Enfim, vale pelo elenco e até pela direção, porque tudo é muito bem feito, desde qualidade de imagens até alguns enquadramentos. Mas está longe de ser uma referência de comédia nacional. Provavelmente passará batido pelas telonas…

A NOITE DA VIRADA03

SINOPSE

Durante uma festa de Réveillon na casa de Ana (Julia Rabello) e Duda (Paulo Tiefenthaler), o banheiro é o foco de todas as fofocas e polêmicas. É onde Duda confessa à esposa que vai deixá-la pela vizinha Rosa (Luana Piovani), que, por sua vez, leva um casamento bem monótono com Mario (Marcos Palmeira). É também onde Alê (Luana Martau) conta a Ana suas aventuras sexuais com o namorado (João Vicente de Castro), e onde um convidado traficante (Taumaturgo Ferreira) faz os seus negócios. Na noite da virada do ano, tudo pode acontecer.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Fábio Mendonça” espaco=”br”]Fabio Mendonca[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Cláudia Jouvin, Nina Crintz e Pedro Vicente
Título Original: A Noite da Virada
Gênero: Comedia
Duração: 1h 30min
Ano de lançamento: 2014
Classificação etária: 14 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. Gabriela

    Será que vimos o mesmo filme? Parece que não!!!! Ao menos na sala que eu estava assistindo as pessoas choraram de tanto rir! Excelente filme, péssima crítica!