A SÉRIE DIVERGENTE: INSURGENTE (Crítica)

Insurgente_alt

4emeio

Por Igor Pinheiro

INSURGENTE01

Insurgente estreou com a difícil missão de se manter na terceira posição da lista de adaptações pós-Harry Potter e Senhor dos Anéis mais bem sucedidas, perdendo apenas para Jogos Vorazes e Crepúsculo. Para mim, ele ainda tinha a missão de não me deixar de saco cheio como o primeiro filme fez, apesar de não ser ruim, com sua longa duração. Resultado: uma boa surpresa, duas horas de duração, ótimas reviravoltas e um final… Bem, depois eu falo…

Em Insurgente, vemos Tris e companhia estão fugindo pelo mundo dos que não pertencem a facções. Com algumas dificuldades de se adaptar, eles acabam descobrindo grupos que armam um guerra contra Jeanine. A personagem de Kate Winslet, por sua vez, precisa de Tris para tentar abrir uma caixa criada pelos fundadores do “novo mundo” para descobrir a verdade sobre os divergentes.

O roteiro é bem amarrado e a história do filme se fecha bem, tendo também uma boa ligação com o longa anterior e se preparando bem para a continuação. Meu medo é que o filme dependa demais do anterior para fazer sentido. Tudo bem que é estranho alguém ir assistir a uma continuação sem ver o anterior, mas acontece bastante e, independente de qualquer história maior, o filme também precisa fazer sentido para eles.

INSURGENTE02

As muitas cenas de ação são boas e envolvem assim como no primeiro filme, te deixando inquieto na cadeira durante as reviravoltas, que quase cansam por serem tantas, mas que divertem bastante. Shailene Woodley está ainda melhor em seu papel e a químia com o resto do elenco é visivelmente boa, desde as cenas mais engraçadas, passando pelos momentos de tensão e indo até os pontos mais dramáticos da história, todos estão bem e ninguém te distrai por ser ruim. Vale destacar também a entrada de Naomi Watts na saga, com uma personagem que cresce assustadoramente ao longo do filme, bem construída e misteriosa na medida certa.

O final é uma loucura, as reviravoltas acontecem e os ganchos nos deixam sem saber o que está por vir. Beirando a cafonice em alguns momentos (você vai entender quando assistir), essa abertura de possibilidades me preocupa, justamente por deixar o filme em si difícil de ser assistido fora da saga, algo que sou um pouco contra. Mas, no geral, a maioria das histórias começa e se encerra bem e Insurgente termina em um resultado melhor do que o longo e cansativo Divergente. Resta esperar para saber se a divisão da última parte da saga é válida ou não. Já aprendemos que geralmente não é, mas vai que…

Se procura diversão, momentos de tensão e tantos efeitos especiais que vão te fazer achar que está jogando video game, Insurgente é a escolha certa.

INSURGENTE03

SINOPSE

Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James) agora são fugitivos e procurados por Jeanine Matthews (Kate Winslet), líder da Erudição. Em busca de respostas e assombrados por prévias escolhas, o casal enfrentará inimagináveis desafios enquanto tentam descobrir a verdade sobre o mundo em que vivem.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Robert Schwentke” espaco=”br”]Robert Schwentke[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Brian Duffield, Akiva Goldsman e Mark Bomback
Título Original: Insurgent
Gênero: Ação, Ficção cientifica
Duração: 1h 59min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 14 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário