A TRAMA (Crítica)

Kadu Silva

Mente vazia = oficina do mau

O mundo (infelizmente) vem passando por um momento perigoso, onde os discursos da extrema-direita estão ganhando força. E o mais assustador desse momento é que os jovens estão sendo os mais seduzidos pelo ódio extremista que essa ala prega. A França é um exemplo típico de um país que já está sentindo seus efeitos, e Laurent Cantet no seu ótimo A Trama coloca para debate exatamente esse momento temerário que vive o mundo.

No filme durante o verão em La Ciotat, na França, Olivia (Marina Foïs), uma romancista famosa convoca jovens de classe média baixa para lhe ajudar a escrever seu novo livro. Tudo corria normalmente até que durante o processo, o texto acaba revisitando assuntos (dolorosos) da cidade, fazendo com que a relação entre os membros do grupo fique abalada, principalmente quando Antoine (Matthieu Lucci), começa a destilar todo seu ódio acumulado em todos presentes.

A TRAMA (Crítica)

Cantet após usar seus dois primeiros atos para desenvolver seus protagonistas e deixar claro sua crítica social contra a extrema-direita tão presente e pulsante em seu país, leva o espectador a uma espécie de suspense intimista entre Antoine e Olivia, mostrando o fascínio dos opostos, sem o uso do maniqueísmo, que seria uma solução fácil, escritora e adolescente apresentam uma relação de ódio e sedução, algo que poderia ser classificado com uma analogia do que acontece aos que se seduzem pelo discurso os extremistas.

O interesse do texto de Cantet é que os acontecimentos recentes do terrorismo em solo francês está no dialogo dos jovens, tornando a ficção mais naturalista e fácil de ser absorvida pelo público. Todos os jovens desse grupo literário têm alguma característica dos alvos principais dos extremistas, tem negros, árabes, mulheres, e essa visão plural é uma representação micro do macro da França e de outros países que sofrem com esse mau. Com essa representação é facilmente perceptível a origem do fascínio dos jovens pelo ódio, já que vemos que todos de origem pobre, sem perspectiva de ascensão profissional ou pessoal, são facilmente manipulados a atacar os grupos minoritários, buscando assim um “culpado” para o que eles vivem.

A Trama é uma obra necessário, pulsante sobre um perigo (extrema-direita) que está querendo voltar ao poder no mundo.

Pôster de divulgação: A TRAMA

Pôster de divulgação: A TRAMA

SINOPSE

É verão em La Ciotat, na França. Antoine acaba de aceitar um convite para participar de um grupo de escrita, onde alguns jovens têm a tarefa de escrever um romance policial com a ajuda de Olivia, uma famosa romancista. O problema é que, durante o processo, o texto vai acabar revisitando assuntos antigos da cidade, fazendo com que Antoine perca o interesse, e criando uma complicada inimizade com o grupo.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Laurent Cantet” espaco=”br”]Laurent Cantet[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Laurent Cantet
Título Original: L’Atelier
Gênero: Drama
Duração: 1h 53min
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 16 de dezembro de 2017 (Brasil)

Comente pelo Facebook