AMOR AO PRIMEIRO FILHO (Crítica)

Davi Gonçalves

Ange é um arquiteto bem-sucedido e mulherengo inveterado, que no passado se recusou a assumir uma criança. Anos depois, ele está tranquilo em seu escritório quando recebe a visita de Gabrielle, uma mãe solteira cuja filha acabara de engravidar do namorado – o tal bastardo de Ange. Para evitar que a garota passe pelo mesmo destino, Gabrielle pede a Ange que convença o seu suposto filho a assumir a paternidade do bebê que vai nascer. Mas a situação, é claro, vai um pouco mais além e o quarentão Ange precisará amadurecer para poder acertar as contas com seu passado.

Amor ao Primeiro Filho é mais uma comédia francesa feita a rodo nos últimos anos – e que, para muitos, coloca em dúvida a qualidade do cinema deste país. Típico título de Sessão da Tarde, o longa estrelado pelos astros Patrick Bruel e Isabelle Carré é uma daquelas produções despretensiosas, leves e por vezes rasas, que não chega a chamar muita atenção do público cinéfilo. Apesar de possuir momentos agradáveis e alguns diálogos interessantes, falta profundidade na história e isso afasta um pouco o espectador. O filme até ganha bastante a partir de sua segunda metade, quando ocorre uma boa virada na trama e os protagonistas ficam mais próximos (na melhor sequência, pai e filho cuidam do bebê, em uma cena que, apesar de nada original, promove alguns risos). Dirigido e roteirizado por Anne Giafferi, Amor ao Primeiro Filho peca por ser tão igual a tantos outros filmes do gênero. Ao menos, seu caráter um tanto moralista nos ensina que somos livres para fazer nossas próprias escolhas – mas também para recebermos suas devidas consequências.

Amor ao Primeiro Filho

SINOPSE

Ange Pagani, um arquiteto bem sucedido e mulherengo, parece estar tendo um dia normal, após uma noite agitada, até o momento em que Gabrielle aparece em seu escritório alegando que seu filho teria engravidado a sua filha. O problema é que Ange não tem um filho, pelo menos ele nunca assumiu a paternidade de nenhum. Mas mesmo assim Gabrielle continuará na sua vida, até que ele se sinta atraído por ela, que lhe mostrará o que é o amor incondicional.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Anne Giafferi” espaco=”br”]Anne Giafferi[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Anne Giafferi
Título Original: Ange & Gabrielle
Gênero: Comédia, Romance
Duração: 1h 31min
Ano de lançamento: 2016
Classificação etária: 12 Anos
Lançamento: 20 janeiro 2016 – Lançamento diretamente em DVD (Brasil)

Comente pelo Facebook