AS BEM ARMADAS (Crítica)

FOX_ABA_Poster_64x94_low-20130619122309-985895-7c938502dba2668d099df1ba6e2dcce2

4estrelas

Sandra Bullock + polícia + armas + comédia = Miss Simpatia, correto?! Errado!

Por Emílio Faustino

AS BEM ARMADAS03

A atriz vencedora do Oscar por “Um Sonho Possível”, volta para o gênero comédia ao lado da mais nova sensação do gênero, a atriz Melissa McCarthy (Se beber não case parte III, Uma ladra sem limites), em uma comédia que cumpre o seu papel: ela faz rir.

Do diretor de “Missão Madrinha de Casamento”, Paul Feig apresenta a comédia “As Bem-Armadas”, em que Sandra Bullock é a agente especial do FBI, Sarah Ashburn, extremamente metódica, conhecida por primar pela excelência e pela arrogância. Mas Sarah se vê em um pesadelo quando encontra seu oposto, a policial de Boston, Shannon Mullins, interpretada por Melissa McCarthy, uma mulher desbocada e de pavio-curto.

O filme ganha a sua identidade quando essas duas personagens incompatíveis são obrigadas a trabalharem juntas para derrubar um chefão do tráfico, a disputa entre elas se estabelece e é justamente do choque dessas personalidades que as piadas surgem, sobre tudo porque na maior parte do filme ambas tentam impor o seu estilo de trabalho sobre a outra.

Dirão alguns que Sandra Bullock não é tão engraçada no filme quanto Melissa McCarthy, mas a verdade é que na comédia uma personagem tem que levantar a bola para o outro cortar, o fato é que as duas juntas funcionam muito bem em cena. Não é atoa que mal saiu o filme e já esta sendo cogitada uma continuação.

Embora sejam propostas bem diferentes, existem sim semelhanças entre as personagens de Sandra Bullock em “As bem armadas” e “Miss Simpatia”, vamos a elas: ambas trabalham na polícia, ambas possuem problemas com os chefes e ambas são desapegadas da vaidade, se em “Miss Simpatia” a personagem tem um verdadeiro esquadrão da moda para lhe “endireitar”, em “As Bem Armadas” a ajuda vem da então companheira de trabalho que numa primeira olhada não parece nem um pouco vaidosa.

O enredo do filme é bem clichê, aquela velha história de duas pessoas antagônicas terem que aprender com as diferenças para conseguirem seus objetivos, mas as piadas usadas no decorrer do enredo funcionam e são muito bem sacadas. Existe uma certa dose de humor negro e um tom de realismo nas piadas que cria empatia com o telespectador tornando o filme realmente divertido do começo ao fim.

AS BEM ARMADAS01

O que não esta nem um pouco realista é o pôster do filme… Qual a necessidade de usarem tanto photoshop?

O cartaz brasileiro, semelhante ao internacional, mostra Bullock à esquerda, com a pele visivelmente retocada (principalmente nos braços). Mas o que realmente chama a atenção é o rosto estranhamente afinado de Melissa. Todo mundo sabe que a atriz é gordinha, e ela sempre usou essa característica para fazer humor. Até a cor dos olhos dela mudaram de verde para castanho. Pode isso produção?!

Por sorte o filme funciona melhor que o cartaz, o que proporciona um efeito realmente interessante ao telespectador: o de chegar ao cinema não esperando muito e ser surpreendido com uma comédia de veras divertida.

Destaque para a cena da traqueostomia, ( traqueostomia é um procedimento cirúrgico no pescoço que estabelece um orifício artificial na traqueia, indicado em emergências e nas intubações prolongadas). A cena que mais pareceu uma paródia do filme “E se fosse verdade?” é hilária. (Não vou dar muitos detalhes da cena, para não criar spoilers, mas garanto que só por essa cena o ingresso do filme já vale a pena).

A trilha sonora que conta com músicas de bandas como: LCD Soundsystem, Azelia Banks e batidas de Hip Hop contribuíram para dar ao filme um ar mais jovem e descolado. Uma combinação que deu certo e contribuiu para dar um ar cômico até mesmo nas cenas de ação.

“As Bem Armadas” estreia nesta sexta, dia 20 de setembro nos cinemas do Brasil e já é a comédia mais rentável do ano nos cinemas. Para quem esta afim de relaxar e dar boas risadas é uma excelente opção!

AS BEM ARMADAS02

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Paul Feig” espaco=”br”]Paul Feig[/do]

SINOPSE

Ashburn (Sandra Bullock) é uma agente especial do FBI extremamente competente, apesar de ser mal vista pelos colegas de trabalho por ser arrogante e antipática. De olho em uma promoção no trabalho, ela pede ao seu chefe (Demian Bichir) que a encarregue da investigação de um poderoso traficante de drogas em Boston, cuja identidade é desconhecida. Entretanto, logo ao chegar Ashburn decide interrogar um pequeno traficante preso por Mullins (Melissa McCarthy), uma desbocada policial local que não aceita ordens de ninguém. Não demora muito para que as duas batam de frente, mas elas precisam encontrar um meio de trabalhar juntas.

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Katie Dippold
Título Original: The Heat
Gênero: Comedia
Duração: 1h 57min
Ano de lançamento: 2013
Classificação etária: 14 anos

TRAILER

Comente pelo Facebook