Bao (Crítica)

Pedro Vieira

Antes do início de Os Incríveis 2, a Pixar lança nos cinemas seu mais recente curta: Bao, dirigido pela estreante Domee Shi, a primeira mulher a assumir a direção de um curta do estúdio. A história segue uma senhora canadense de descendência chinesa que se apega emocionalmente a um pão recheado chinês (o Bao do título) que ganha vida. Tratando-o como um filho, ela logo se torna uma mãe superprotetora, causando desavenças entre os dois.

Sabendo trabalhar a relação entre mãe e filho de modo lúdico e divertido, o curta consegue tirar sorrisos do público a partir da simplicidade de suas piadas e da doçura de seus personagens exageradamente fofos – e quero deixar claro que este exagero não deve ser interpretado como um problema e sim como uma qualidade.

Bao (Crítica)

Totalmente sem falas (como a maioria dos curtas do estúdio) a narrativa é embalada por uma bela trilha elaborada com acordes que evocam a cultura oriental e que, ao mesmo tempo em que emociona, sabe o momento ideal de aplicar o silêncio para favorecer seus momentos mais dramáticos.

O problema, porém, é que esse um desses trechos mais dramáticos se mostra sombrio demais para um curta que busca atrair adultos e crianças. É um ponto fora da curva em uma obra que se apresenta a maior parte do tempo como cômica e doce e um erro até mesmo estranho vindo da Pixar, que sempre soube equilibrar drama e comédia com eficiência tanto em seus curtas, como em seus longas.

Apesar de apresentar um plot-twist bastante previsível, Bao ainda é um curta competente, e mesmo com um curioso tropeço, é uma boa adição ao cânone da Pixar e uma animação capaz de acalentar todos os corações.

Pôster de divulgação: Bao

Pôster de divulgação: Bao

SINOPSE

Uma mulher chinesa-canadense que sofre do “ninho vazio” milagrosamente recebe a maternidade quando um dos seus bolinhos artesanais ganha vida.

DIREÇÃO

Domee Shi Domee Shi

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Domee Shi
Título Original: Bao
Gênero: Animação, Drama
Duração: 7 min
Classificação etária: Livre
Lançamento: 28 de junho de 2018 (Brasil) antes dos Incríveis 2

Comente pelo Facebook