BOM COMPORTAMENTO (Crítica)

Kadu Silva

Um recorte pulsante do “mundo” marginal

Retratar a vida marginal no cinema é algo muito comum, mas saber imprimir na tela toda a essência crua desse universo, nem sempre é algo fácil de alcançar. Em Bom Comportamento os irmãos Ben e Joshua Safdie conseguem atingir isso em quase sua perfeição.

No filme eles contam a história de Constantine Nikas (Robert Pattinson) um rapaz podre e da periferia que comete um assalto tentando mudar sua vida e do seu irmão doente mental, mas as coisas não saem exatamente como ele planeja e assim Nikas viverá uma noite alucinante tentando resolver toda a confusão em que se envolveu.

O roteiro de Ronald Bronstein (Amor, Drogas e Nova York), e do também diretor Joshua Safdie (Go Get Some Rosemary), não apresenta uma história profunda em detalhes, trata-se de um recorte especifico dentro da vida dos personagens, sem mostrar o porquê de suas atitudes. Inclusive é algo que pode incomodar alguns ao assistir.

BOM COMPORTAMENTO (Crítica)

No entanto é um olhar humano sobre essas pessoas “comuns” que as vezes saem do eixo em busca de algo melhor. Existe um carinho dos diretores ao narrar a história desses personagens é quase como se eles quisessem entrar nas mentes com a lente e revelar o sentimento pulsante deles. A câmera da dupla acompanha em close cada passo dos personagens e levo o espectador a viver aqueles acontecimentos fortes e agoniantes do começo ao fim da projeção, em determinados momentos é quase uma experiência claustrofóbica.

Mesmo num personagem tão sombrio e cru, vemos Robert Pattinson (Saga Crepúsculo), numa de suas melhores performances no cinema, é uma entrega e um timing para dar vida a esse Nikas, que chega a arrepiar em determinados momentos. Mas a composição intimista de Ben Safdie que faz o irmão de Pattinson com problemas mentais é impressionante, são dele as cenas que mais os diretores conseguem tocar o lado sentimental do espectador.

Vale destacar ainda a trilha sonora eletrônica que dá ritmo acelerado a narrativa, juntamente com a montagem ágil e intensa, sem contar ainda a fotografia meio suja, marginal que é uma combinação perfeita para a trama.

Bom Comportamento é um filme que acima de tudo sabe mostrar seus personagens e sua história sem querer transformar isso em uma lição de moral. Apenas apresenta-los, sem julgar.

Pôster de divulgação: BOM COMPORTAMENTO

Pôster de divulgação: BOM COMPORTAMENTO

SINOPSE

O plano de Constantine Nikas (Robert Pattinson) era assaltar um banco e descolar uma boa quantia em dinheiro, mas nada sai como o planejado e seu irmão mais novo acaba sendo preso. Decidido a resgatá-lo, Constantine embarca em uma perigosa corrida contra o relógio, e onde ele mesmo é o próximo alvo da polícia.

DIREÇÃO

Ben Safdie, Joshua Safdie

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Ronald Bronstein, Joshua Safdie
Título Original: Good Time
Gênero: Suspense
Duração: 1h 41min
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 19 de outubro (Brasil)

Comente pelo Facebook