BONECO DE NEVE (Crítica)

Kadu Silva

Não entrega o que promete!

Para os fãs de suspense, um dos filmes mais aguardado do ano, sem dúvida é o Boneco de Neve, por diversos motivos, além de ser baseado no livro homônimo, de Jo Nesbø que é um best-seller, a produção traz um elenco de peso e ainda tem Martin Scorsese na produção, ou seja, a chance de dar errado era bem pequena, mas infelizmente isso aconteceu.

A história se passa em Oslo, na Noruega, onde Harry Hole (Michael Fassbender) é um policial famoso por sempre ter resolvido seus casos, mas apesar do sucesso profissional sofria com problemas de alcoolismo. Ele então entra num caso onde diversas mulheres morreram, e a curiosidade que o serial killer sempre deixava um boneco de neve após matar suas vítimas. Só dá para falar até aqui, porque ir além implicaria em spolier.

O roteiro escrito por um grupo de roteirista tem diversos problemas graves para um filme de suspense. Inicialmente ele tem a todo momento enganar o público com uma construção de suspense enorme, e muitas vezes essa manobra não leva a nada, já no primeiro ato é facilmente identificável quem é o assassino e o pior o desfecho do filme é preguiçoso e decepcionante.

BONECO DE NEVE (Crítica)

O cineasta Tomas Alfredson (O Espião Que Sabia Demais) não consegue transformar toda sua técnica em criar um ambiente de suspense em algo realmente claustrofóbico, sua narrativa se torna chata e cansativa.

A montagem que poderia melhorar o andamento da trama é outro grande problema da obra, ao mesclar dois núcleos para tornar o suspense ainda mais intenso, acaba deixando a história confusa e clichê demais.

E por falar em clichê, a trilha sonora é outro exemplo mais do mesmo, os erros são tantos nessa produção que chega a dar pena de ver um elenco tão bom dentro de uma história banal como essa. E o elenco com um texto fraco desse faz o que pode para apresentar algo descente, Michael Fassbender (12 Anos de Escravidão) é o destaque, mas isso era de se esperar já que ele é o protagonista da trama.

Para não dizer que o filme não apresenta algo bom, a fotografia é deslumbrante, de encher os olhos.

Boneco de Neve infelizmente é uma obra que se vende como um suspense de tirar o fôlego, mas que não apresenta nada além do previsível. #umapena

Pôster de divulgação: BONECO DE NEVE

Pôster de divulgação: BONECO DE NEVE

SINOPSE

Oslo, Noruega. Harry Hole (Michael Fassbender) é um policial reconhecido pelos casos resolvidos no passado, mas que sofre com problemas de alcoolismo. Após encontrar por acaso com a agente novata Katrine Braft (Rebecca Ferguson), ele passa a investigar o desaparecimento de uma série de mulheres. A peculiaridade é que o responsável enviou ao próprio Harry um cartão enigmático, com a imagem de um boneco de neve, que está sempre presente nos locais onde as vítimas são atacadas.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Tomas Alfredson” espaco=”br”]Tomas Alfredson[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Soren Sveistrup, Peter Straughan, Hossein Amini
Título Original: The Snowman
Gênero: Suspense
Duração: 1h 59min
Classificação etária: 16 Anos
Lançamento: 23 de dezembro de 2017 (Brasil)

Comente pelo Facebook