BYE BYE ALEMANHA (Crítica)

Kadu Silva

Superando os traumas

Mais um filme sobre o holocausto que chega aos cinemas nacionais, dessa vez, Bye Bye Alemanha mostra o retrato social após o fim do horror da Segunda Guerra Mundial.

No longa David (Moritz Bleibtreu) e seus seis amigos, todos judeus, tem como principal objetivo ir embora da Alemanha. Mas em tempos difíceis de crise após o fim da Segunda Guerra Mundial, eles precisam de muito dinheiro para realizar seu grande sonho de ir para os Estados Unidos, por isso resolvem começar a vender roupa de cama para os alemães. Paralelo a isso, David está sendo investigado por uma agente americana que tenta descobrir se ele era aliado aos nazistas durante o Holocausto, com isso terá que reviver momentos ruins que gostaria de esquecer.

O roteiro do também diretor Sam Garbarski (Um Bairro Distante) busca no tom bem-humorado a solução para amenizar o tema retratado. A narrativa do arco dramático ganha ares caricato e exagerado, mas completamente dentro da proposta. O suspense ingênuo e os flashbacks que não soam tão reais pela visão fictícia relatada por David, aparecem para mostrar resquícios de traumas do passado, e constante dificuldade de falar dos horrores vivido a pouco tempo atrás.

Primoroso na recriação de época o filme não é completamente envolvente, ele apresenta “barrigas” ao longa da narrativa, algumas cenas poderiam ter sido dispensadas ou mesmo serem mais suscitas, para contribuir para o avanço da trama, ainda assim, o filme acaba ganhando a plateia pelo texto inteligente e divertido que Garbarski sabe explorar muito bem.

O elenco grandioso acaba perdendo brilho diante da presença marcante de Moritz Bleibtreu (Corra, Lola, Corra) que surfa entre drama e comedia no timing perfeito, uma atuação de gala, para um personagem que parece ter sido feito para o ator.

Bye Bye Alemanha sabe entreter pelo seu tom cômico e ainda deixa uma lição sobre a tentativa de superar traumas recentes.

Pôster de divulgação: BYE BYE ALEMANHA

Pôster de divulgação: BYE BYE ALEMANHA

SINOPSE

Em Frankfurt, 1946, o judeu David Berman e seus seis amigos, só tem um propósito em mente: conseguir finalmente ir embora da Alemanha. Mas, nos tempos difíceis de crise após o fim da Segunda Guerra Mundial, eles precisam de muito dinheiro para realizar seu sonho de partir para os Estados Unidos. Para isso, encontram apenas uma saída: começar a vender enxovais para mulheres alemãs.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Sam Garbarski” espaco=”br”]Sam Garbarski[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Sam Garbarski
Título Original: Es war einmal in Deutschland…
Gênero: Comédia
Duração: 1h 42min
Classificação etária: 14 anos
Lançamento: 24 de agosto de 2017 (Brasil)

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. Cristina

    Excelente. Gostaria saber mais da trilha sonora.
    Ha um trompete fantastico e outros