COMO SER SOLTEIRA (Crítica)

BR-Pub Main One Sheet - HSNGL

3emeio

Por Kadu Silva

Uma homenagem a solteirice

COMO SER SOLTEIRA01

Logicamente que o tema não é novidade, mas “Como Ser Solteira”, se destaca pela “ousadia” de evidenciar o lado bom e também o ruim de ser solteiro (a), obviamente de forma superficial, já que estamos falando de uma comedia tipicamente norte-americana.

A trama apresenta Alice (a protagonista de Cinquenta Tons de Cinza, Dakota Johnson), que acaba de sair de um relacionamento de anos e que se vê sem saber como agir na condição de solteira, eis que sua amiga de trabalho Robin (Rebel Wilson), solteirona convicta e especialista na vida noturna de Nova York vai ensina-la como ser solteira.

O roteiro de Dana Fox (Jogo de Amor em Las Vegas) adaptado do romance de Liz Tuccillo, “How To Be Single” de 2008, usa o humor e as típicas situações clichês de alguém que se encontra só depois de um relacionamento duradouro para colocar em pauta a seguinte questão, será que precisamos mesmo de alguém para sermos felizes?

É uma intenção muito interessante, no entanto piadas de mal gosto, grandes falhas no roteiro e a boa comediante Rebel Wilson servindo de palhaça para colocar humor onde não precisa, acaba por deixar o todo abaixo do esperado. O roteiro ainda peca no desenvolvimento das tramas paralelas, é tudo muito superficial, mesmo alguns desses arcos dramáticos se mostrarem muito atraentes.

COMO SER SOLTEIRA02

O diretor Christian Ditter (Simplesmente Acontece), apesar de ter um roteiro fraco, consegue dar dignidade para o longa-metragem, com planos sequencias muito bem executados, usando a trilha sonora mesclada com uma edição ágil e a iluminação como forma de facilitar a narrativa, ele faz dessa comedia algo leve e divertido.

Outro acerto do diretor foi na escalação do elenco, existe uma ótima química entre todos, em pouco tempo de projeção, você já está torcendo por eles, é fácil a identificação com os personagens. O casal Meg (Leslie Mann) e Ken (Jake Lacy) é o grande destaque no quesito química, mesmo com a insistência de Meg em continuar solteira é impossível não torcer por eles no final.

Como já citei a única que decepciona é a comediante Rebel Wilson, mas não pela sua atuação, realmente conseguimos rir em diversos momentos com ela, o problema é que há um exagero na forma como algumas cenas delas são conduzidas, se torna algo constrangedor.

Ah vale destacar outro ponto positivo do filme, que é saber descontruir situações dramáticas ou mesmo de romance com o humor, algo que foi bem recorrente no filme Guardiões da Galáxia. É um recurso que quando bem realizado, tem um efeito muito benéfico no filme e nisso o diretor Christian Ditter acertou em cheio.

Como Ser Solteira, mesmo com algumas falhas graves é uma comedia que consegue te fazer rir, apresenta uma trilha sonora deliciosa e ainda pode te emocionar, já que sabe traduzir muito bem o que “fala” o coração de quem assisti.

COMO SER SOLTEIRA03

SINOPSE

Alice (Dakota Johnson) acabou de sair de um relacionamento e não sabe muito bem como agir sem outra metade. Para sua sorte, ela tem uma animada amiga (Rebel Wilson) especialista na vida noturna de Nova York, que passa a ensiná-la como ser solteira.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Christian Ditter” espaco=”br”]Christian Ditter[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Dana Fox
Título Original: How To Be Single
Gênero: Comédia
Duração: 1h 50min
Ano de lançamento: 2016
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 25 de fevereiro de 2016 (Brasil)

TRAILER

Comente pelo Facebook