DEPOIS DE TUDO (Crítica) Mostra SP

DEPOIS DE TUDO

4estrelas

Por Kadu Silva

DEPOIS DE TUDO01

O cinema nacional, felizmente, está abrindo espaço para produções em que não tem muito tradição, como por exemplo o universo das relações humanas, de amizade, amor, e assim, conseguindo dialogar com um número maior de pessoas, que sempre buscavam esse tipo de linguagem em produções de outros países.

O filme Depois de Tudo, baseado na obra “No Retrovisor”, de Marcelo Rubens Paiva, mostra a redenção de dois homens, que por muitos anos eram amigos inseparáveis, dividindo o trabalho, sonhos, a paixão pela música e até pelas garotas e que acabaram ficando vinte anos afastados, e somente uma inesperada notícia, acabou os reaproximando novamente.

O roteiro escrito pelo próprio Marcelo, auxiliado por Mauro Mendonça Filho e Lusa Silvestre, e que tem a direção de João Araújo (fdp), conseguiu retratar o espirito jovem e transgressor da geração Coca-Cola, em que o filme é ambientado. Ele apresenta o universo da amizade sincera entre dois homens, que tinha nessa época, como ideal, mudar o mundo, e que anos mais tarde se conformaram em deixar o destino os levar, mas o reencontro, mostra que nunca é tarde para recomeçar, afinal alianças reais e sinceras, são para a vida toda.

Sua narrativa é uma miscelânea de flashbacks, que aos poucos, edifica, a trama por detrás dessa amizade rompida.

DEPOIS DE TUDO03

A direção de João Araújo consegue manter o ritmo narrativo, já que a trama, coloca uma questão sem resposta, até o último minuto, fazendo com que o espectador, queira assim como o protagonista, saber o porquê daquilo. É uma forma de prender a atenção do início ao fim, usada de forma muito interessante. Araújo também consegue se despir de puritanismo muito presente em filmes ultimamente, que buscam com isso fugir da classificação mais adulta. Ah muito nudez, sexo, drogas em rock in roll, pertinente a história, sem estar ali para chocar ou como alegoria, como as vezes vemos.

A trilha sonora é incrivelmente bem pensada, ela serve de degrau em diversos pontos de virada da trama, ou seja, ela auxilia no contar da história.

Apesar de achar que Maria Casadevall, que estreia em longas-metragens, está novamente, sendo usada como uma mulher sexual, não explorando mais de seu talento interpretativo, e aqui, não é diferente, o elenco está excelente, o grande destaque é Otávio Müller, que faz o depressivo e sarcástico Marcos, suas tiradas de humor negro e sua composição para o derrotista é formidável.

Depois de tudo apresenta uma linguagem clara, de fácil identificação com o grande público, sem ser entretenimento barato, é um filme bem produzido, e com uma mensagem, que certamente vai atingir a muitos espectadores.

DEPOIS DE TUDO02

SINOPSE

Os jovens Ney (Romulo Estrela) e Marcos (Cesar Cardadeiro) são muito mais que melhores amigos. Eles são quase irmãos, que dividem apartamento, trabalho, sonhos, a paixão pela música e por Bebel (Maria Casadevall), uma garota linda e destemida que desperta nos dois diferentes desejos. Quando ela se muda para o apartamento vizinho ao deles, os três se tornam inseparáveis. Mas o tempo os distancia. Em vez de músico e parceiro de César no bar que abriram e pretendiam tocar juntos, Ney acaba se tornando um astro da música pop romântica. Enquanto isso, Marcos passa de garoto rebelde e cheio de atitude a um conformado funcionário público. Já Bebel, nunca deixou o imaginário dos dois. Vinte anos depois uma inesperada notícia reaproxima Ney (Marcelo Serrado) e Marcos (Otávio Muller), levando-os a rever suas atitudes, emoções e lembranças. Neste reencontro pode estar também a chance que Ney e Marcos têm de resgatar os laços de amizade e amor que o tempo havia ajudado a romper.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”João Araujo” espaco=”br”]Joao Araujo[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Marcelo Rubens Paiva, Mauro Mendonça Filho e Lusa Silvestre
Título Original: Depois de Tudo
Gênero: Drama
Duração: 1h 41min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 5 de novembro de 2015 (Brasil)

TRAILER

Comente pelo Facebook