DRÁCULA – A HISTÓRIA NUNCA CONTADA (Crítica)

DRACULA

4emeio

Por Igor Pinheiro

DRACULA03

Desde que as imagens de divulgação de Drácula – A História Nunca Contada começaram a sair, foi inevitável fazer comparação a um filme de super-herói. Vemos isso pelos pôsteres, alguns remetem nossas lembranças imediatamente a Batman Begins e os filmes seguintes da franquia de Nolan. E depois de ver ao novo filme do vampiro, chegamos à conclusão: é um filme de super-herói.

O que não é ruim, uma vez que é claramente perceptível como a proposta do filme, que é altamente comercial. Não me agrada muito. Mas nem chega a ser pela história de vampiro, que é um tema que me agrada, é por toda a vibe medieval e de guerra. Eu sei que podem render narrativas legais e já me provaram isso, mas não é o meu tipo de história.

Não posso negar, entretanto, que o filme é bem feito. A ambientação de época é muito legal, o figurino, as paisagens… Tudo te deixa bem no clima e “te leva” para o período em que a história se passa sem se esforçar muito por realmente ser bem feito. O único pecado fica por conta dos clichês. Porque o roteiro só se diferencia em tratar o protagonista como herói, explicando uma origem para todo o mal pelo qual fica conhecido depois, mas, de resto, já vimos tudo o que acontece ali. Tudo mesmo.

DRACULA01

Os efeitos especiais também merecem elogios, principalmente quando nos aproximamos da batalha final. Os momentos de clímax, em que somos levados pela batalha tendo como ponto de vista a visão dos morcegos em que o Drácula se transforma torna a experiência bem divertida

Outro fator que pode contribuir para o sucesso do longa é o elenco extremamente “cool” e querido pelo nosso amado público: adolescentes. Atores de séries, badalados, que fazem sucesso principalmente entre as meninas, é o que não falta. Nada contra, mas, de novo, é extremamente comercial. E gostaria de destacar Sarah Gadon, que não está tão boa aqui, mas me fez lembrar do excelente papel em O Homem Duplicado.

Dácula – A História Nunca Contada está longe de ser original, mas segue o que se propõe a fazer até o fim e eu costumo defender os filmes que fazem isso, mesmo que não me agradem. Porque você pode não ter gostado de um filme, mas isso não quer dizer (não mesmo) que ele não seja bom.

DRACULA02

SINOPSE

Os habitantes da Transilvânia sempre foram inimigos dos turcos, com quem tiveram batalhas épicas. Para evitar que sua população fosse massacrada, o rei local aceitou entregar aos turcos centenas de crianças. Entre elas estava seu próprio filho, Vlad Tepes (Luke Evans), que aprendeu com os turcos a arte de guerrear. Logo Vlad ganhou fama pela ferocidade nas batalhas e também por empalar os derrotados. De volta à Transilvânia, onde é nomeado príncipe, ele governa em paz por 10 anos. Só que o rei Mehmed (Dominic Cooper) mais uma vez exige que 100 crianças sejam entregues aos turcos. Vlad se recusa e, com isso, inicia uma nova guerra. Para vencê-la, ele recorre a um ser das trevas (Charles Dance) que vive pela região. Após beber o sangue dele, Vlad se torna um vampiro e ganha poderes sobrehumanos.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Gary Shore” espaco=”br”]Gary Shore[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Matt Sazama e Burk Sharpless
Título Original: Dracula Untold
Gênero: Ação , Fantasia , Terror
Duração: 1h 32min
Ano de lançamento: 2014
Classificação etária: 14 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. Lu

    1000 crianças