ESPECIALISTA EM CRISE (Crítica)

Davi Gonçalves

Baseado em fatos reais ocorridos na Bolívia no início dos anos 2000, Especialista em Crise segue a jornada de um grupo de assessores norte-americanos em atividade no país sul-americano durante uma eleição presidencial. O candidato Pedro Castillo vai de mal a pior nas pesquisas e para reverter a situação a consultora política Jane (Sandra Bullock) é convocada às pressas. Jane, que está afastada das campanhas políticas depois de uma derrota esmagadora e agora leva uma vida pacata longe da agitação da cidade grande, aceita o desafio – que fica ainda maior quando ela descobre que terá que enfrentar novamente seu principal adversário, o inescrupuloso Pat Candy (Billy Bob Thornton).

É um fato que a melhor coisa de Especialista em Crise é sua protagonista, a queridinha Bullock. De resto, tudo parece incomodar bastante em um filme que tinha tudo para ser interessante, mas infelizmente deixa a desejar. É perceptível a falta de “personalidade” da narrativa: é uma mescla de comédia descompassada, dramas superficiais, sequências desestimulantes, em um roteiro tão raso que parece estar por um fio a todo momento. O diretor David Gordon Green (que não tem nada muito relevante em sua filmografia) evidentemente perde a mão no tom da obra e desperdiça, assim, um elenco amistoso (Sandra chegou até a ser cogitada à uma indicação ao Oscar de melhor atriz), uma história com potencial e uma proposta que poderia ser muito melhor aproveitada caso houvesse um argumento mais bem definido. O longa começa em uma atmosfera mais “séria”, com um certo teor político, mas muda de tema, depois volta nele, vai para outro, retorna – e se complica tudo na produção. Nisso, nem a simpatia de Bullock consegue fazer milagre: Especialista em Crise é literalmente uma crise do início ao fim.

ESPECIALISTA EM CRISE

SINOPSE

A consultora política Jane Bodine (Sandra Bullock) é especialista em conseguir contornar situações complicadas. Apesar de estar aposentada, ela decide trabalhar para o candido a presidência Pedro Castillo (Joaquim De Almeida) pelo simples motivo de querer ganhar do seu antigo rival Pat Candy (Billy Bob Thornton). Para conseguir o que deseja, Jane precisa manipular os pontos de vista e tornar Castillo o homem certo para a população, mesmo sabendo que ele irá trair todos no momento em que assumir o cargo.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”David Gordon Green” espaco=”br”]David Gordon Green[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Peter Straughan
Título Original: Our Brand is Crisis
Gênero: Comedia
Duração: 1h 48min
Ano de lançamento: 2016
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 19 maio 2016 – Lançamento diretamente em DVD (Brasil)

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. MarcilIo

    Essa crítica é que é ruim. O filme é excelente e reconstitui até manipulações que vivemos atualmente no Brasil. É um retrato coerente dos bastidores políticos e não tem nada desse vem e vai. O filme acontece!!!