GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE (Crítica)

GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE

4emeio

Por Davi Gonçalves

GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE01

Estamos em Bad City, uma cidade iraniana vazia em suas locações e sentimentos e reduto das figuras mais ordinárias: um traficante que abusa do poder, uma prostituta arruinada, um viciado sórdido, um menino que pede esmolas, entre outros tipos repulsivos. Bad City é o retrato de uma sociedade sem esperança, perdida dentro de sua própria decadência, um cenário perfeito para o aparecimento de uma estranha garota que passa a seguir de perto as almas mais repugnantes daquele local. No entanto, o encontro dessa misteriosa personagem com um rapaz solitário fará florescer uma inusitada história de amor.

GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE02

Com roteiro e direção de Ana Lily Amirpou, Garota Sombria Caminha Pela Noite é uma trama vampiresca incomum, saudada inclusive como uma das melhores produções do gênero nos últimos anos. Para o espectador mais atento, o longa é repleto de alegorias – como a própria Bad City, praticamente uma cidade “fantasma”. Seus poucos moradores vivem em uma incrível sensação de isolamento. Arash, o jovem que sofre com o pai viciado e endividado, é o mais puro exemplo disso: ele aparenta estar isolado a todo instante, como se não se encaixasse naquele ambiente, como se pertencesse a outro mundo – o que pode justificar sua inexplicável aproximação com a intrigante vampira (que parece estar ali com o único pretexto de alimentar-se daquelas pessoas problemáticas).

A narrativa lenta (que flerta com o suspense, mas sem muito causar a tensão desta espécie de filme) perde sua força no decorrer da fita, funcionando apenas na primeira parte da produção. A partir disso, o público acompanha o desenrolar a história apenas pela curiosidade, afinal Garota Sombria Caminha Pela Noite não deixa de ser uma obra, no mínimo, instigante – e isso se deve muito ao seu excelente apelo estético-sonoro. Enquanto a fotografia em preto-e-branco já chama a atenção logo nos minutos iniciais (que nos remete em alguns instantes aos quadros expressionistas de outrora), a seleção musical incomum enriquece bastante o filme, mesclando variados estilos que se encaixam perfeitamente à trama. E são esses pontos que tornam Garota Sombria Caminha Pela Noite uma experiência cinematográfica interessante, mesmo que o argumento em si não tenha muito vigor.

GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE03

SINOPSE

Na cidade fantasma iraniana chamada Bad City, um romance entre duas almas infelizes é desencadeado. Porém, Bad City é um lugar feio, que tem cheiro de morte e de solidão. Os moradores deste lugar nem imaginam que um vampiro os segue e tem planos para eles.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Ana Lily Amirpour” espaco=”br”]Ana Lily Amirpour[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Ana Lily Amirpour
Título Original: A Girl Walks Home Alone At Night
Gênero: Terror, Suspense, Romance
Duração: 1h 40min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 16 anos
Lançamento: 26 de novembro de 2015 (Brasil)

TRAILER

Comente pelo Facebook