HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE AZKABAN (Crítica)

harry potter 3 e o prisioneiro de azkaban

FICHA TÉCNICA

Título Original: Harry Potter and the Prisoner of Azkaban
Ano do lançamento: 2004
Produção: EUA, Inglaterra
Gênero: Aventura
Direção: Alfonso Cuarón
Elenco: Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson, Robbie Coltrane, Alan Rickman, Gary Oldman, Michael Gambon, Maggie Smith, David Thewlis, David Bradley e grande elenco.
Roteiro: Steven Kloves, baseado em livro de J.K. Rowling

Sinopse: O 3º ano de ensino na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts se aproxima. Porém um grande perigo ronda a escola: o assassino Sirius Black (Gary Oldman) fugiu da prisão de Azkaban, considerada até então como à prova de fugas. Para proteger a escola são enviados os Dementadores, estranhos seres que sugam a energia vital de quem se aproxima deles, que tanto podem defender a escola como piorar ainda mais a situação.

HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE AZKABAN01

Pouca ação no começo da adolescência

Não é estranho que uma saga longa como Harry Potter acabe tendo outros diretores na frente de seus longas, e logo no terceiro isso ocorreu, pois Chris Columbus não aceitou continuar a dirigir e foi substituído por Alfonso Cuarón que assim como o elenco deu mais maturidade ao filme.

Sem as sequências de tirar o fôlego dos dois primeiros filmes, O Prisioneiro de Azkaban é o começo da fase adolescente do trio e também o começo da preparação do encontro final entre Harry e Voldemort, pois alguns segredos do passado do bruxinho começam a ser desvendados.

O mexicano Alfonso Cuarón atendendo ao pedido de parte da crítica optou em dar um ar mais dark para esse longa com grande uso dos tons escuros e muitas cenas noturnas, mas a química entre os protagonistas foi novamente mantida na direção do longa.

HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE AZKABAN02

Os novos personagens foram muito bem escolhidos, pois o ar místico desse capitulo “caiu como uma luva” com os atores selecionados.

Mesmo sendo uma passagem importante para o que ainda vem, esse é um dos filmes que menos me empolga na saga toda.

Mais uma vez o maior destaque é a direção de arte que novamente dá um show de bom gosto nas locações e a turma do figurino também merece destaque.

Vale ressaltar também o resultado final da equipe da computação gráfica que mesmo levando 6 meses conseguiu um excelente resultado principalmente na concepção final dos Dementadores.

O Ccine recomenda, pois como já citei é um dos capítulos em que alguns segredos são revelados e é fundamental para o desfecho da história.

HARRY POTTER E O PRISIONEIRO DE AZKABAN03

TRAILER

4emeio

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. Rafael durgante

    O prisioneiro de azkaban é a grande obra prima cinematográfica da série harry potter. ele é perfeito do início ao fim. uma pena o alfonso cauron não ter continuado na direção, pois nenhum outro diretor conseguiu manter a qualidade atingida nesse capítulo. todas as vezes que eu assinto ainda me surpreendo com a fotografia, direção de arte, trilha sonora, mas principalmente com as interpretações e o clima melancólico que ele capturou do livro. o clímax do filme, a partir do momento em que os personagens usam o “vira-tempo”, é a melhor passagem de toda a saga… simplesmente sensacional!!!