HAVANA MOON – THE ROLLING STONE LIVE IN CUBA (Crítica)

Kadu Silva

Um registro histórico e emocionante!

Em geral quando registros de shows são mostrado no cinema o único apelo que leva o público a conferir o espetáculo na telona é a admiração pelo cantor (a) ou banda, mas tem shows que ultrapassa esse aceno, isso ocorre quando sua realização é um marco histórico, e é exatamente isso que o show Havana Moon realizada pela banda Rolling Stones tem de diferencial diante dos outros.

No dia 25 de março de 2016 a banda Rolling Stones tocou pela primeira vez em Havana, Cuba, logo após o presidente Barack Obama derrubar embargos que isolavam a ilha de Fidel Castro do restante do mundo durante anos. Nesse dia histórico Mick Jagger e seus companheiros levaram 1,2 milhões de pessoas num show de graça que se tornou uma emblemática representação da mudança política entre USA e Cuba.

O diretor Paul Dugdale conhecido por dirigir registros de show cria uma aura magica em tudo que envolveu o show dos primeiros dias com a chegada das toneladas de equipamentos até uma entrevista com a banda em que eles explicam o porquê de fazer esse show tão importante.

A arquitetura rudimentar, os automóveis antigos e repleto de cor, a simplicidade do povo, tudo que envolve a mítica em torno de Cuba ganha destaca no registro, fato que só torna o documentário ainda mais interessante.

Entre todos os ótimos aspectos técnicos a edição do filme chama muita atenção, porque ela soube mesclar os momentos da banda no palco com a quase inacreditável sensação dos cubanos em presenciar tal fato, a cada música o close em algumas pessoas na plateia chamava atenção pela emoção, a alegria ou mesmo a libertação que eles estavam sentindo. Sem dúvida é um olhar muito sensível para o show.

O show em si é o que todos podem esperar de uma das bandas mais antigas e importantes do mundo ainda que seus membros sejam todos acima de setenta anos. O vigor e a precisão de cada nota são impressionantes. Um fato curioso é que em quase todo o show Jagger se comunicou com o público em espanhol, o que levou todos ao delírio. A única crítica que se pode fazer é pelo fato de alguns clássicos da banda ficarem fora desse show, afinal era apenas a primeira vez que eles estavam se apresentando para os cubanos.

Havana Moon – The Rolling Stone Live In Cuba é um registro para fãs e também para os não fãs da banda, afinal é um momento histórico que será lembrado por muitas gerações e que certamente vai te emocionar muitíssimo.

HAVANA MOON  THE ROLLING STONE LIVE IN CUBA

SINOPSE

Em 2016, uma turnê de shows da banda Rolling Stones pela América Latina culminaria em algo histórico: uma apresentação gratuita para um público de 1,2 milhão de pessoas em Havana, Cuba, um território que, durante muito tempo, permaneceu alheio à presença de grandes nomes da música internacional.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Paul Dugdale” espaco=”br”]Paul Dugdale[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Paul Dugdale
Título Original: The Rolling Stones in Cuba – Havana Moon
Gênero: Documentário, Show
Duração: 1h 45min
Classificação etária: 12 Anos
Lançamento: 6 de outubro de 2016 (Brasil)

Comente pelo Facebook