INATIVIDADE PARANORMAL (Crítica)

INATIVIDADE PARANORMAL

Uma apelação fora do tom para uma sátira

As sátiras de filmes populares já é uma pratica comum em Hollywood. No começo era uma formula perfeita para extrair mais dinheiro daquele universo de reconhecimento do grande publico, mas esses filmes ultimamente estão se tornando cada vez mais apelativos e de extremo mau gosto, perdendo cada vez mais o gosto da plateia mundial. A bola da vez é o Inatividade Paranormal que faz uma “parodia” da franquia Atividade Paranormal, uma ideia que poderia render, sim, um filme divertido, mas o apelo sexual e escatológico tiram qualquer possibilidade de ter qualquer simpatia por ele.

Utilizando as cenas mais marcantes de toda a franquia Atividade Paranormal e introduzindo cenas também impactantes de A Filha do Mal e O Exorcista conhecemos Malcolm (Marlon Wayans), um rapaz que morava só, mas resolver convidar sua namorada Keisha (Essence Atkins) para morar com ele. O problema é que a garota para conseguir um sapato de “marca” fez um pacto com o diabo e carrega com ele um “espírito” ruim, transformando a vida de Malcolm numa tremenda confusão.

É uma sacana que como já citei poderia seguir uma linha meio ao estilo todo mundo em pânico, mas o filme é uma baixaria sem tamanho, repleto de palavrão, cenas pornográfica, situações de racismos, preconceito contra gay, religiões e outras coisas mais, sem contar os momentos de constrangimento gigantesco envolvendo Marlon Wayans e Essence Atkins, eles realizam cenas escatológicas inacreditáveis.

Não existe uma história ou algo que leve de fato o publico ao riso, como é esperado numa situação dessa, tudo é forçado ao extremo, tentando tirar gargalhada, mas o tom escolhido não dá resultado. Na sala em que estive em duas ou três cenas ouvi alguém rindo, de resto todo mundo se sentia completamente anestesiado ao ver algo tão nocivo ao bom gosto diante de seus olhos.

INATIVIDADE01

Nada funciona de forma aceitável no filme, algumas, acredito, seja proposital, como por exemplo os efeitos visuais extremamente mal realizados, a maquiagem borrada e assim por diante. Esse “desleixo” deve ser um modo de transmitir a ideia que é somente uma brincadeira sem grandes pretensões.

Quem acompanha minhas críticas com frequência sabe que minha ideia ao analisar um filme é extrair sempre o seu lado positivo, já que ao sentar em frente a telona, me coloco como sendo um espectador alvo daquele filme, mas nem assim consegui ter o mínimo de apreço por esse longa-metragem.

Para não dizer que não vi nada que ainda posso soar bem no filme, tem uma critica, até pesada demais, ao fanatismo religioso, mas que é feita de forma tão escrachada que perde até a intenção real da situação mostrada.

Acho muito difícil alguém gostar desse filme, se alguém tiver argumentos positivos deixe no comentário abaixo, que eu, realmente, gostaria de ler, mas acho quase impossível, portanto eu não recomendo nem para assistir quando passar na TV, por que é uma perda de tempo fora do comum e que não vai acrescentar em nada, nem para umas risadas quaisquer, já que o filme não tem o poder para isso. Agora é por sua conta!

DESTAQUE

Inexistente

SINOPSE

Malcolm (Marlon Wayans) é um cara descolado, que mora sozinho, mas resolve chamar sua namorada Kisha (Essence Atkins) para dividir o lar de seus sonhos. Animado com a novidade, ele resolve registrar tudo com câmeras espalhadas pela casa, mas não imaginava que um hóspede fantasma começaria a aprontar, transformando a vida deles no mais louco dos pesadelos. Para se livrar do mal, eles recorrem a diversas saídas, entre elas chamar um médium (Nick Swardson), um padre exorcista (Cedric The Entertainer), uma dupla de caça-fantasmas e até uma gangue da pesada. Tudo o que eles querem é se livrar do espiríto maligno e voltar a transar em paz. Só que essa missão não será nada fácil.

INATIVIDADE02

ELENCO

[do action=”cast” descricao=”Marlon Wayans (Malcolm)” espaco=”x”]01 Marlon Wayans[/do][do action=”cast” descricao=”Essence Atkins (Keisha)” espaco=”br”]02 Essence Atkins[/do]

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Michael Tiddes” espaco=”br”]Michael Tiddes[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Marlon Wayans, Rick Alvarez
Título Original: A Haunted House
Gênero: Comedia
Duração: 1h 26min
Ano de lançamento: 2013
Classificação etária: 16 Anos

TRAILER

zero

Comente pelo Facebook