INDOMÁVEL SONHADORA (Crítica)

indomavel sonhadora

Uma fábula da vida real

Por mais que as imagens não remetam em nada aos Estados Unidos, a história de Indomável Sonhadora se passa em Louisiana numa espécie de ilha que fica aproxima ao rio principal da cidade. É lá que vive alguns americanos miseráveis que encontram num ambiente “hostil” o seu lar. Sim, por mais que não pareça, nos Estados Unidos também existem pessoas pobres, mas elas nunca ou quase nunca são usados como personagens em produções cinematográficas, mas as vezes algumas produções resolvem mostrar esse lado triste que pouco conhecemos dos ianques.

A história mostra Hushpuppy (Quvenzhané Wallis) uma garota de seis anos que vive isolada com seu pai Wink (Dwight Henry) numa comunidade ribeirinha em condições bem precárias. Sem sua mãe por perto Hushpuppy é obrigada pelo pai a ser forte para sobreviver as durezas da vida. Apesar dessas condições quase desumanas a garota encontra espaço para ser criança, vendo assim, o mundo de forma toda especial.

É pelos olhos de Hushpuppy que iremos ver essa história. Ora lúdica e mágica, afinal se trata de uma criança de seis anos, ora dura e cruel, já que seu pai a força a conhecer a vida “como ela é”. O roteiro explora essa dubiedade de sentimentos da garota e coloco o público como observador de como a falta de condições pode levar o ser humano a ser tão selvagem, quase um bicho. O titulo original deixa isso ainda mais claro, os seres humanos que ali vivem são feras selvagens e aquele ambiente por mais miserável que seja é o lar é onde eles se sentem bem, vivos.

O ótimo roteiro de Behn Zeitlin, respeita a inteligência do espectador e não desvenda a história de forma convencional, é aos poucos, seguindo os símbolos que vamos compreendendo quem é Hushpuppy e porque vive naquele lugar.

O também estreante diretor Behn Zeitlin sabe utilizar muito bem essa saída da realidade que a garota tem, sem destoar da trama principal – até porque a menina não tem referencia de outros lugares que não aquele, para ela o mundo é ali, o que está além, é visto como ruim, feio, quase inatingível.

02SONHADORA

Hushpuppy é vivida magistralmente por Quvenzhané Wallis, a atuação da garota impressiona, já que mescla como poucas a ingenuidade de uma garota tão pequena com a maturidade forçada pelas condições que vive e que seu pai faz questão que ela sinta. A química que ela tem com Dwight Henry que vive seu pai também é outro grande destaque e o diretor usa esse grande alicerce dramático para levar o espectador a compartilhar desse mundo particular da garotinha.

E não para por ai os pontos positivos desse filme, a trilha sonora é ótima, consegue nas poucas cenas em que aparece aumentar ainda mais a dor que deve ser viver em tais condições. A fotografia também chama atenção já que mesmo mostrando o feio consegue criar um ambiente que infelizmente encontramos em vários países do mundo, e isso ajudado pelo excelente trabalho de direção de arte.

Ou seja Indomável Sonhadora, mostra a miséria e a dor pelo olhos de uma garotinha de seis anos e faz dessa história, algo tão comovente e ainda assim cruel que é impossível ficar indiferente ao que estamos presenciando. As lágrimas devem rolar para quem resolver conferir. Mas que recomendado.

DESTAQUE

Para a cena em que Hushpuppy encara a morte de frente, é de uma poesia arrepiante. Não vou descrever em detalhes para não colocar spoilers, mas vale a pena conferir com atenção todos os detalhes que Benh Zeitlin utiliza para nos mostrar esse rito de passagem.

SINOPSE

Hushpuppy (Quvenzhané Wallis) é uma menina de apenas 6 anos de idade que vive em uma comunidade miserável isolada às margens de um rio. Ela está correndo o risco de ficar órfã, pois seu pai (Dwight Henry) está muito doente. Ele, por sua vez, se recusa a procurar ajuda médica. Um dia, pai e filha precisam lidar com as consequências trazidas por uma forte tempestade, que inunda toda a comunidade. Vivendo em um barco, eles encontram alguns amigos que os ajudam. Entretanto, o pai vê como única saída explodir a barragem de uma represa próxima, o que faria com que a água baixasse rapidamente e a situação voltasse a ser como era antes.

01SONHADORA

ELENCO

[do action=”cast” descricao=”Quvenzhané Wallis (Hushpuppy)” espaco=”x”]01 QuvenzhanE Wallis[/do][do action=”cast” descricao=”Dwight Henry (Wink)” espaco=”br”]02 Dwight Henry[/do]

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Benh Zeitlin” espaco=”br”]Benh Zeitlin[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Benh Zeitlin, Lucy Alibar
Título Original: Beasts of the Southern Wild
Gênero: Drama, Fantasia
Duração: 1h 32min
Ano de lançamento: 2012
Classificação etária: 12 Anos

TRAILER

5estrelas

Comente pelo Facebook