JACK – O CAÇADOR DE GIGANTES (Crítica)

JACK  O CACADOR DE GIGANTES

por Victor Piacenti

Depois de ‘Alice’, ‘Branca de Neve’ e ‘João e Maria’ terem versões moderninhas adaptadas para as telas, chegou a vez dele.. o seu, o meu, o nosso ‘João e o Pé de Feijão’, ebaaaaa! Uma das fábulas mais legais e cheias de aventuras que crescemos ouvindo, finalmente teve o sinal verde dado pela Warner. Pena que o filme é bem sem gracinha. CUÉN CUÉN CUÉN.

Tudo começa com Joãozinho (que optaram por não traduzir o nome do coitado e eu me recuso a chama-lo de Jack) lendo sua história favorita, sobre uma era onde um destemido rei derrotou um terrível gigante e bla bla bla. Segundo a história, que todos tem dúvidas sobre sua veracidade, há um lugar entre o céu e a terra onde vivem seres Gigantes que não são lá muito amigos dos humanos. Ele cresce e durante um passeio pela cidade recebe como forma de pagamento uns feijões. O antigo dono diz que eles são mágicos e que não devem ser molhados de jeito nenhum. Tipo um Gremlin, saca? Durante uma tempestade, Jack recebe a visita da Princesa Isabelle, que cansada do seu reino, quis procurar sua própria aventura. (coitada, mal sabia no que estava se metendo, rs). LÓGICO que o feijão é molhado. LÓGICO que a princesa se deu mal. LÓGICO que dá um mega problemão e cabe ao nosso improvável herói salvar o dia. IIIIIIIRRA!

Olhando assim, a história é super legal, não? E realmente é. ‘Jack – O Caçador de Gigantes’ é sim um filme legal, só que falta alguma coisa, vocês me entendem? O tempo inteiro eu fiquei assim: ‘agora vai, agora vai.’ e ficava com a cara na poeira, já que por mais que ele engrenasse, nada do que nos era mostrado realmente empolgava.

JACK  O CACADOR DE GIGANTES02

Sabe aquela sensação de fazer colocar um lanche na sanduicheira e quando voce vai tirar ele de lá, ele ta todo grudado? Você tava ali com a maior esperança e teve seus planos frustrados, você come mas o gosto foi de decepção. Então, foi mais ou menos isso que senti com o filme. O que eu vi na tela me agradou, realmente me diverti com aquilo, maaaaaaaaaaaas, eu ainda acho que poderiam ter ousado mais nas cenas de aventura. A trama melhora muito depois que eles sobem no pé de feijão, os gigantes ficaram muito bem feitos, mas não sei, ainda faltou muito para eu realmente me identificar com o filme.

Algo que contribuiu para a minha falta de identificação, foi o elenco. Eles não são ruins, mas parece que ninguém sabe ao certo o que está fazendo ali no meio. Falta um pouco de carisma em cada um deles, até mesmo no Ewan Mcgregor. Aquele tal de Nicholas Hoult fica com a mesma cara de ‘kd princesa?’ o filme todo e sei lá, isso meio que me incomodou. Por outro lado, o filme contém uma fotografia MUITO bonita, principalmente de Gantua (a terra dos gigantes) e algumas cenas bem interessantes, tipo a do crescimento do pé de feijão, que foi realmente muito boa e merece ser vista e revista. Bryan Singer pode ter errado em muita coisa durante o filme, mas nessa cena ele acertou em cheio.

‘Jack – O Caçador de Gigantes’ é um filme legal e cumpre a proposta de entreter. Talvez se tivesse atores mais carismáticos ou inspirados, ou talvez ousasse mais nas cenas de ação, o resultado tivesse sido mais satisfatório. Longe de ser ruim, mas podia ter sido bem melhor 🙂

JACK  O CACADOR DE GIGANTES01

SINOPSE

Jack (Nicholas Hoult) é um fazendeiro que adquire grãos de feijão com a única recomendação de que não devem ser molhados. Obviamente, isto acaba ocorrendo e criando um enorme pé de feijão que vai dar em um mundo de gigantes. Em meio a tudo isso, a princesa Isabelle (Eleanor Tomlinson) é sequestrada pelos gigantes e Jack se unirá ao Rei (Ian McShane) numa cruzada para a salvar a jovem.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Bryan Singer” espaco=”br”]Bryan Singer[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Christopher McQuarrie, Darren Lemke, Mark Bomback
Título Original: Jack The Giant Killer
Gênero: Aventura
Duração: 1h 54in
Ano de lançamento: 2013
Classificação etária: 12 Anos

TRAILER

3estrelas

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. chaiane

    gosto deste filme