Johnny English 3.0 (Crítica)

Allan Renan

Após alguns anos do lançamento do segundo filme, há exatos sete anos, Rowan Atkinson (Mr. Ben: O Filme) volta a viver Johnny English em um novo longa.

Nesse longa, um misterioso hacker expõe todas as identidades secretas dos agentes ativos na Inglaterra. Então o caso fica nas mãos de Johnny English (Rowan Atkinson), que atualmente é professor em uma escola secundária. Johnny junto com seu parceiro, o Agente Bough (Ben Miller), do primeiro filme da franquia, entram em ação para encontrar o misterioso Hacker.

O roteiro segue uma receita clássica e muito utilizada nos filmes de retorno. Onde a personagem volta a atuar na sua antiga empresa, onde só ele pode resolver o problema. Mas mesmo sabendo de tudo, não consegue convencer seus chefes sobre a verdade e acaba saindo do problema, tomando a iniciativa de agir por conta própria, cumprindo a missão e sendo reconhecido por isso. Outro clichê é como o ajudante do vilão muda de posição e acaba ajudando o protagonista a vencer.

Johnny English 3.0 (Crítica)

A comédia do filme é muito focada no personagem principal, e às vezes compromete o humor da história, ou seja, ao em vez de deixar a cena engraçada acaba deixando a personagem idiota, nenhuma novidade ao se tratar de personagens de Rowan Atkinson, mas ainda sim, consegue ser divertido. Outro ponto que torna o longa engraçado é o modo que Johnny English lida com a tecnologia, o fato de o vilão utiliza-la faz com que ele escolha “a moda antiga” e métodos menos tecnológicos. É uma clara crítica irônica e cômica à sociedade hiper dependente da tecnologia que temos hoje.

Um destaque interessante é que o roteiro não se preocupa em esconder o vilão, já que quando ele aparece fica bem evidente o papel dele no arco dramático.

O fato de ter vários cenários diferentes torna o longa metragem bastante atraente e fica bem evidente a boa produção, além de o deixar elegante, reforçando assim o teor de sátira aos filmes de agentes secretos.

Mesmo o roteiro seguindo uma receita clássica, o filme consegue ser divertido e engraçado, ou seja, cumpre seu papel.

Pôster de divulgação: Johnny English 3.0

Pôster de divulgação: Johnny English 3.0

SINOPSE

Em sua nova aventura, Johnny English (Rowan Atkinson) é a última salvação do serviço secreto quando um ataque cibernético revela as identidades de todos os agentes do país. Tirado de sua aposentadoria, ele volta à ativa com a missão de achar o hacker por trás do ataque. Com poucas habilidades e métodos analógicos, Johnny English precisa superar os desafios do mundo tecnológico para fazer da missão um sucesso.

DIREÇÃO

David Kerr David Kerr

FICHA TÉCNICA

Roteiro: William Davies, Robert Wade
Título Original: Johnny English Strikes Again
Gênero: Comedia
Duração: 1h 29min
Classificação etária: 10 Anos
Lançamento: 1 de novembro de 2018 (Brasil)

Comente pelo Facebook