JUMANJI: BEM-VINDO À SELVA (Crítica)

Kadu Silva

Renovado!

O primeiro Jumanji foi lançado em 1995, e apresentava uma mistura de aventura com elementos fantásticos, uma fusão diferente que logo caiu no gosto do público e se tornou um marco da época. Mais de 20 anos depois sua sequência saiu do papel, sabendo homenagear o original e renovar a franquia de uma forma muito atual.

No filme, quatro adolescentes resolvem jogar um videogame antigo, cuja a aventura se passa dentro de uma floresta. Eles escolhem seus avatars para começar o jogo, mas de repente um acontecimento inesperado surge e eles são transportados para dentro do universo do game, transformando-se em seus avatars é então que eles terão que vencer o jogo para voltar para o mundo real.

Diferente do que muitos imaginavam, o roteiro fez conexão com o filme anterior a trama se inicia exatamente na cena que fecha o primeiro, o jogo clássico de tabuleiro continua lá, existe até referência ao personagem de Robin Williams, inserido na trama de forma muito inteligente. A estrutura da trama original continua presente, mas o texto e os elementos contemporâneos renovam o longa para a geração atual.

Mesmo sendo uma comedia de aventura despretensiosa o jogo da “troca” de personagens torna o filme ainda mais divertido e interessante. O personagem do Jack Black (Escola de Rock) por exemplo, no jogo foi escolhido por uma adolescente vaidosa, e ele interpretando ela dentro do game é formidável, e isso vale para todos os demais atores, com isso o roteiro soube explorar um pouco mais do talento de atores que em geral não fazem nada muito desafiador na carreira.

As cenas de ação são excelentes, destaque para uma fuga de helicóptero dentro de um beco, é de tirar o folego, o diretor Jake Kasdan (Professora sem Classe), mostrou um ótimo domínio na condução dessas cenas.

Com muito efeito visual, o filme funciona muito bem no uso da tecnologia, porque mesmo nos momentos em que parece vídeo game, sem a precisão esperada, ele acaba favorecendo ainda mais o formato do filme, que nada mais é que um game em live-action.

Jumanji: Bem-Vindo à Selva consegue ser nostálgico e se renovar brilhantemente para nova geração.

Pôster de divulgação: JUMANJI: BEM-VINDO À SELVA

Pôster de divulgação: JUMANJI: BEM-VINDO À SELVA

SINOPSE

Quatro adolescentes estão jogando um videogame cuja ação se passa numa floresta. Eles escolhem avatars para a aventura (intepretados por Dwayne Johnson, Karen Gillan, Jack Black e Kevin Hart). Mas um evento inesperado faz com que os jogadores sejam transportados para dentro do universo fictício, transformando-se nos avatars escolhidos.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Jake Kasdan” espaco=”br”]Jake Kasdan[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Chris McKenna, Erik Sommers, Jeff Pinkner, Scott Rosenberg
Título Original: Jumanji: Welcome to the Jungle
Gênero: Aventura, Fantasia
Duração: 1h 59min
Classificação etária: 10 Anos
Lançamento: 4 de janeiro de 2018 (Brasil)

VEJA TAMBÉM:

Comente pelo Facebook