JURASSIC WORLD – O MUNDO DOS DINOSSAUROS (Crítica)

JURASSIC WORLD

4estrelas

Por Victor Piacenti

JURASSIC WORLD01

‘Jurassic Park’ talvez seja o filme definitivo sobre dinossauros, um clássico arrebatador que é lembrado por todos que o assistem. Conhecido principalmente por sua famosa música tema, esta foi uma obra que revolucionou em efeitos especias e que até hoje muita gente fala com respeito e nostalgia. Quem era criança na época (leia-se eu), nunca tira da cabeça aquela primeira aparição do Tiranossauro Rex ou então do gordinho devorado pelo bicho medonho que joga gosma em quem vai matar. Ahhh, isso sem falar na cena aterrorizante dos velociraptors perseguindo as crianças na cozinha e aquela, e aquela, e aquela.. são muitas coisas que fazem de ‘Jurassic Park’ um filme incrível e que merece demais o status de CLÁSSICO DO CINEMA. Suas sequências dividiram muito o público, particularmente não curto nada o segundo, mas o terceiro acho divertidão.. enfim, ‘Jurassic World’ chega aos cinemas com a missão de revitalizar a franquia, conseguir novos fãs, agradar os antigos e encantar (ou meter medo) a platéia de hoje em dia. Vamos fazer o seguinte? Enquanto você assobia a música do filme, vou contar tudinho que eu achei pra vocês, ok? VEM COMIGO! 🙂

Em ‘Jurassic World’, mesmo com a tragédia que aconteceu no passado, a galera achou uma boa idéia tentar novamente trazer os dinossauros de volta à vida e enfiar em um parque temático. Agora eles meio que adestram os bichinhos e contam com uma rigorosa segurança para que nada possa dar errado. Claro que ‘O Mundo dos Dinossauros’ é um sucesso e pessoas vem do mundo todo para ver do que eles são capazes. Para manter o público interessado (e lucrar mais), eles investem em novas espécies e atrações todo ano. Ao misturar genes de diversos tipos, eles criam Indominus, uma dinossaura extremamente inteligente que não vai poupar esforços para saciar sua vontade de matar. O problema disso tudo? Quando a fofa resolve se rebelar, o parque está aberto e conta com aproximadamente 20 mil pessoas em seu domínio, inclusive os sobrinhos da gestora do local. SALVE-SE QUEM PUDER!

Quero primeiramente deixar bem claro que fiquei morrendo de inveja de todo mundo que estava naquele parque, mesmo sendo fictício. Minha inveja era tanta que eu não via a hora de tudo ser destruído. Tudo isso graças ao bom trabalho do roteiro de nos apresentar o lugar, suas atrações e tudo o que as pessoas podem fazer para se divertir ali. Ele é basicamente uma Disneyland e o Tiranossauro é o Mickey Mouse, sabe? As pessoas dão risada, se divertem, o diretor faz questão de nos mostrar como tudo ali é incrível e totalmente protegido contra erros. Ao mesmo tempo vamos vendo a outra parte do parque, onde fazem os bichos e tudo mais.. e é ali que as coisas dão errado. Quando a Indominus foge, acompanhamos o esforço da galera pra evitar que a bonita chegue no povão e é ai que tá a graça, pois ela além de ser má por natureza, não conhece nada do mundo fora do cativeiro, ou seja.. está matando geral porque quer e não porque precisa. O desespero é grande, tudo isso em meio a muita perseguição, correria e caos. COISA LINDA DE SE VER!

JURASSIC WORLD02

O que mais gostei em ‘Jurassic World’ é que ele funciona como sequência e como um reboot da franquia. Em diversos momentos vemos referências a ‘Jurassic Park’ e somos lembrados de que o que eles fazem é para honrar as pessoas que o idealizaram no passado. Achei essa uma grande sacada, pois além de ser um filme extremamente divertido, ele é uma grande homenagem ao clássico. Temos perseguições e cenas de tirar o fôlego, o perigo que Indominus representa é real e podemos sentir o desespero dos personagens, afinal como parar algo que foi feito propositalmente para meter medo? É minha gente, o estrago é grande viu.. se fosse minha filha, Indominus ia ficar horas no cantinho do pensamento.

Outra coisa que gostei bastante é o elenco principal. Chris Pratt e Bryce Dallas Howard tem uma química nítida e mesmo com personagens de temperamentos bem diferentes, conseguimos nos afeiçoar e torcer para salvar o dia. Ele todo machão, ela toda histérica.. os momentos entre eles são bem cômicos e somam muito para o quesito diversão de ‘Jurassic World’. Aliás, se eu posso resumi-lo em uma única palavra, seria DIVERSÃO. O filme é nostalgia pura e conta com umas surpresinhas ali no meio que vai fazer os mais saudosistas (que nem euzinho) ficar com um sorrisão no rosto. No final do filme, E QUE FINAL DIGA-SE DE PASSAGEM, eu tava vidrado, não conseguia tirar os olhos da tela e muito menos parar de sorrir. Se o propósito da equipe era esse, pelo menos pra mim conseguiram muito.

‘Jurassic World’ é um filme muito legal, desses que você vai rever várias vezes, sabe? A nostalgia que ele nos proporciona é uma delícia e creio que quando este feito é alcançado, merece muitos créditos. A história é envolvente, os personagens são legais e além de todo o caos, temos um final de arrepiar. SÉRIO! Não é melhor que o primeiro, mas com certeza é beeem melhor que as sequências. Corre pro cinema, molecada! <3

JURASSIC WORLD03

SINOPSE

O Jurassic Park, localizado na ilha Nublar, enfim está aberto ao público. Com isso, as pessoas podem conferir shows acrobáticos com dinossauros e até mesmo fazer passeios bem perto deles, já que agora estão domesticados. Entretanto, a equipe chefiada pela doutora Claire (Bryce Dallas Howard) passa a fazer experiências genéticas com estes seres, de forma a criar novas espécies. Uma delas logo adquire inteligência bem mais alta, logo se tornando uma grande ameaça para a existência humana.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Colin Trevorrow” espaco=”br”]Colin Trevorrow[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Rick Jaffa, Amanda Silver, Derek Connolly, Colin Trevorrow
Título Original: Jurassic World
Gênero: Aventura , Ação , Ficção científica
Duração: 2h 5min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 10 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário