MADE IN CHINA (Crítica)

MADE IN CHINA

3emeio

Por Igor Pinheiro

MADE IN CHINA02

Já vi pessoas comentando que Made in China é o Esquenta transportado para o cinema. Eu realmente fui ver o filme com isso na cabeça, mas é importante ressaltar que eu esperava alguma coisa boa, porque sou uma das únicas pessoas que gosta um pouco do Esquenta e não acha o programa mega preconceituoso. Então, o filme não é isso, o que me deixou bem triste.

O roteiro poderia dar em algo original. A história da vendedora de uma loja no SAARA (mercado de rua bastante popular no Rio de Janeiro) que começa a investigar o preço baixo da mercadoria em uma casa de vendedores chineses poderia dar em algo bem divertido, mas rapidamente cai em piadas repetidas, preconceituosas e completamente descoladas do resto do filme.

MADE IN CHINA01

Esse último fator me irritou bastante, na verdade, mas já reparei que é comum em boa parte das comédias recentes brasileiras. Algumas histórias não importam para a trama geral e estão ali apenas para tentar fazer graça, normalmente fracassando. Em Made in China, essas histórias ficam por parte de Luis Lobianco, que eu gosto bastante, mas está ali para soltar piada soltas e fazer tentativas de bordões, apesar de acabar se envolvendo na trama principal perto do fim do longa.

Vale elogiar a cenografia. Eles criaram uma SAARA fictícia que chega a ser bastante convincente e os produtos nas lojas são ótimos. E é nesses aspectos em que “copia” a realidade que o filme ganha força. Quase nada de força, mas ganha… Algumas piadas fazem rir por não serem tão “piadas” assim, por se tratarem de situações que vemos em todos os dias, que conhecemos, assim como alguns personagens. Exemplo: a personagem a Juliana Alves (que é uma boa atriz) escuta uma frase bonita do patrão e pergunta “cê me dá autorização pra postar no Face?”. É besteira? É. É sem graça? É? Mas a gente ri (nem que seja por dentro)? Sim, porque a gente sabe como as coisas são e acaba comparando, mas enfim…

Aí o par romântico da Regina Casé é o Xande de Pilares, e a gente fica se perguntando a necessidade da existência do filme, que acaba com umas lições bastante machistas e preconceituosas. Quero dizer, eu me sentiria bastante ofendido se fosse um chinês assistindo ao filme. Enfim, não vale a pena… E eu juro que gosto da Regina Casé.

MADE IN CHINA03

SINOPSE

Francis (Regina Casé) é vendedora na Casa São Jorge, que pertence ao árabe Seu Nazir (Otávio Augusto), e tenta ajudar o patrão a não perder sua clientela para a Casa do Dragão, recém-aberta pelo chinês Chao (Tony Lee). Com o apoio da colega de trabalho e fiel escudeira Andressa (Juliana Alves) e de Carlos Eduardo (Xande de Pilares), seu namorado, Francis investiga a concorrência e tenta desvendar por que as mercadorias chinesas são as mais baratas da Saara.

DIREÇÃO

Estevão Ciavatta Pantoja

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Estevao Ciavatta Pantoja
Título Original: Made in China
Gênero: Comédia
Duração: 1h 36min
Ano de lançamento: 2014
Classificação etária: 12 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook