O AMANTE DA RAINHA (Crítica)

O AMANTE DA RAINHA

Uma história narrada de forma brilhante

Acho fascinante a elaboração de filmes de época, por tudo que envolve uma boa produção, as pesquisas no campo da moda, comportamento, literatura, politica, religião, educação e assim por diante.

Esse incansável estudo pré e às vezes pós-produção, muitas vezes, são ignorado pela maioria das plateias já que o roteiro não consegue ou realmente não tem a intenção de mostrar o macro ambiente filmado.

Já quando isso ocorre, o prazer em assistir a película ganha ares fascinante, esse é o grande triunfo de O Amante da Rainha, um filme que apesar de ter na sua sinopse central o triangulo amoroso, consegue sem se tornar chato ou cansativo mostrar muito sobre a história da Dinamarca, além dos princípios do iluminismo que ganhava força na Europa na época retratada.

trama acontece no século XVIII, onde Caroline Mathilde (Alicia Vikander) uma jovem britânica se torna rainha da Dinamarca após seu casamento com o rei Christian VII (Mikkel Boe Folsgaard). Christian é um monarca insano, que parece não ter desenvolvido sua mente para viver entre os adultos, sua diversão é brincar e transar com prostitutas, deixando a direção do país a cargo do congresso, como seu estado mental a cada dia piora a corte resolve contratar um médico para cuidar do rei, és que surge o alemã sedutor dr. Johann Struensee (Mads Mikkelsen) o medico logo consegue conquistar a confiança do rei e se torna um companheiro inseparável do monarca. Após isso, foi um passo para que Struensee também se aproximasse de Caroline e assim se tornando o amante da rainha.

Essa ligação ganha cada vez mais intimidade a ponto da jovem começar a descobrir os princípios iluministas do médico e assim o apoia-lo em usar a fragilidade do rei para então ambos governar o país e os coloca-los em pratica, só que isso aos poucos começa a gerar no restante da corte inveja e conflitos de interesses. O que fatalmente tornará a vida de todos muito complicada.

amante02

O roteiro como já citei estabelece de forma clara e sem atropelos a relação do trio de protagonistas e desenvolve com grande cuidado a personalidade de cada um, algo fundamental para que a plateia consiga se envolver completamente pela história deles, parte importante disso se deve ao verdadeiro show de interpretação dos atores, sabendo dosar com grande cuidado o tom das nuances impostas pelas transformações vividas por eles em função da sucessão de acontecimentos pessoais ou políticos ali surgidos.

O romance e os conceitos históricos e filosóficos conseguem se conectar perfeitamente na trama, tudo no timing perfeito para que o público tenha uma visão completa do momento histórico – é sem duvida um roteiro acima da média, por todos esses acertos.

Nem é necessário dizer que a direção de arte faz um verdadeiro show em todos os quesitos – nem nas mais ricas produções hollywoodianos vemos algo tão primoroso, parecendo em alguns momentos estarmos diante de cenas reais da época. Figurinos, objetos cênicos, locações, tudo é perfeito dentro da história contada.

A trilha sonora se mostra também super competente, mesmo não sendo algo que apareça com destaque no decorrer da projeção.

O Amante da Rainha prova que um bom roteiro, pode ser sim capaz de mostrar múltiplos fatos sem perder a linha narrativa da história central – mas isso não é para qualquer um, é só assistir o filme O Voo e fazer a comparação.

DESTAQUE

Para o tom sensual que permeia toda a construção narrativa do filme, seja na dança, nos olhares, tudo leva a uma certa conotação sexual que faz jus, já que se trata de um triangulo amoroso com traição, filho bastados e etc.

SINOPSE

Século XVIII. Caroline Mathilde (Alicia Vikander) é uma jovem britânica que se torna rainha da Dinamarca após se casar com o insano rei Christian VII (Mikkel Boe Folsgaard). Em viagem pela Europa, a saúde mental do monarca piora a cada dia e um acompanhamento médico torna-se necessário. O alemão Johann Struensee (Mads Mikkelsen) é escolhido e rapidamente conquista a confiança do rei, tornando-se seu confidente e principal conselheiro. Promovido a médico da corte, Struensee também se aproxima cada vez mais de Caroline. Aproveitando-se da fragilidade de Christian, os dois assumem o poder do país e iniciam uma surpreendente reforma de inspiração iluminista.

amante01

ELENCO

[do action=”cast” descricao=”Alicia Vikander (Caroline Mathilde)” espaco=”x”]01 Alicia Vikander[/do][do action=”cast” descricao=” Mikkel Boe Følsgaard (Christian VII)” espaco=”x”]02 Mikkel Boe[/do][do action=”cast” descricao=”Mads Mikkelsen (Johann Friedrich Struensee)” espaco=”br”]03 Mads Mikkelsen[/do]

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Nikolaj Arcel” espaco=”br”]Nikolaj Arcel[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Nikolaj Arcel, Rasmus Heisterberg
Título Original: En Kongelig Affære
Gênero: Drama, romance
Duração: 2h 17min
Ano de lançamento: 2013
Classificação etária: 12 Anos

TRAILER

4estrelas

Comente pelo Facebook

2 Comentários

  1. Celia

    Gostei do site!

    • Kadu Silva

      Oi Celia, obrigado pelo elogio, volte sempre, que todo dia (ele) tem atualização.