O DANÇARINO DO DESERTO (Crítica)

O DANCARINO DO DESERTO

3emeio

Por Carlos Pedroso

O DANCARINO DO DESERTO01

De vez em quando acabo sendo surpreendido positivamente por um filme, principalmente quando ele se utiliza de elementos básicos, como o uso de referências (aqui, Pina Baush, Bob Fosse e até Dirty Dancing), como um impulso à agonia de seus personagens. O Dançarino do Deserto é um filme sobre opressão, onde qualquer indício de um comportamento diferenciado ao que uma ditadura impõe, se torna uma arma fatal à liberdade de expressão.

Embora um filme completamente agradável de se acompanhar, pelas mesmas razões que motivam os personagens a se unirem contra a opressão, infelizmente, existe na maneira como o discurso político ganha evidência uma necessidade que transcende o ato político em si, numa forma que se desenvolve muito pelo senso comum de realizadores que navegam por essa temática sem pensar que a função desse tipo de filme é potencializada quando pensado por uma vertente mais singela que expositora. Nesse ponto, O Dançarino do Deserto acaba preferindo aquela construção apoteótica que só se faz pelo interesse de alcançar uma audiência que desconhece do universo dos protagonistas (o filme é baseado numa história real de um dançarino do Irã), levando toda a dimensão de retratar o espírito de opressão de um ditadura em um mero clichê de gênero.

O DANCARINO DO DESERTO03

Falta aqui muito da sensibilidade que esse tipo de trama e, consequentemente, personagens pedem, principalmente porque aparentemente existe na câmera de Richard Raymond um entusiasmo em retratá-los honestamente, que infelizmente é sobrepujado pelo potencial dramático. Isso se dá muito pela maneira como a montagem e a edição vão em antemão aos sentimentos que os personagens tentam expor através dos movimentos de dança. Embora um elenco completamente competente, falta aqui aquela ambição de sair do lugar comum e entender realmente o significado de projetar através da imagem cinematográfica o teor histórico de um ato político, como o orquestrado por Afshin Ghaffarian.

O DANCARINO DO DESERTO02

SINOPSE

Afshin Ghaffarian (Reece Ritchie) é um iraniano rebelde que desafia as leis e ignora o clima constantemente tenso fazendo aquilo que mais gosta: dançar. Ele forma uma companhia clandestina com amigos próximos e ensaia em casa assistindo vídeos de Michael Jackson, Pina Bausch e Gene Kelly na internet. Como dançar em público é proibido no país, ele planeja uma performance do grupo no meio do deserto.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Richard Raymond” espaco=”br”]Richard Raymond[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Jon Croker
Título Original: Desert Dancer
Gênero: Drama , Biografia
Duração: 1h 38min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 14 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. marcus Quariguasi

    Uma interpretacao fantastica de Riecce ,em uma fastastica historia . muito melhor que muitos flimes indicados para Oscar , pena ser iraniano . Com certeza melhor que muitos enlatados ocidentais.