O IMPERADOR (Crítica)

O IMPERADOR2

1estrela

Por Pedro Vieira

O IMPERADOR03

Uma cena de luta bem filmada pode fazer toda a diferença em um longa de ação. Na indústria cinematográfica, Nick Powell é coordenador de cenas de ação e tem seu trabalho reconhecido em filmes como “Batman” e “A Identidade Bourne”. É estranho, entretanto, que em sua estreia na direção de um longa, suas cenas de combate tenham uma estética tão bagunçada e incomoda, chegando a serem grotescas. Isto torna “O Imperador” (Outcast) um filme não só difícil de se envolver, mas também de assistir.

Esta aventura épica narra a história de um cavaleiro britânico isolado (Hayden Christensen) que resolve ajudar dois irmãos fugitivos, um príncipe e uma princesa (Yifei Liu). Os irmãos estão fugindo do exército de seu irmão mais velho, Shing (Andy On), que assassinou o pai deles para se tornar rei. Tentando derrotar Shing, o cavaleiro busca a ajuda de um lendário bandido e enfrenta seus medos do passado.

As sequências de duelos e brigas são filmadas com cortes tão rápidos e uma câmera tão tremida, que fica difícil acompanhar o que acontece em tela. Mesmo em cenas mais paradas em que os planos são mais longos, como as cenas de diálogos, a câmera tremida continua a aparecer, sem dar um descanso para os olhos do espectador.

O IMPERADOR01

Se a imagem não agrada ao público, o roteiro tão pouco traz algum atrativo. A história é cheia de clichês e mal desenvolve seus personagens. Esses personagens têm suas motivações e aspirações pouco aprofundadas bem como a relação entre eles – o romance entre o protagonista interpretado por Christensen e princesa vivida por Liu, por exemplo, é incrivelmente forçado. O roteiro chega até mesmo a adicionar personagens que parecem mais figurantes, em vista de sua influência para a trama em geral, como se fossem figuras importantes na história.

O elenco também não é o melhor. Christensen mostra o porquê ele está esquecido por Hollywood desde que estrelou “Star Wars”. Sua atuação é sofrível e sem emoção. Nicolas Cage (que a propaganda do filme vende como sendo o ator principal) basicamente só faz uma “participação especial”, mas seu personagem é tão caricato que sua atuação beira o ridículo – e chega ser difícil até mesmo acreditar que o ator esteja se importando se está ou não atuando bem. A salvação do filme surge junto aos poucos conhecidos Yifei Liu e Andy On. Embora os dois estejam longe de serem excepcionais, eles se saem melhor do que o restante de seus colegas e entregam uma performance ao menos crível.

Com uma história pouco interessante, cenas de ação desestimulantes e atuações pouco tocantes, “O Imperador” é um filme que deve fazer o espectador passar longe da sala de cinema na qual ele está sendo exibido a fim de evitar qualquer dor de cabeça.

O IMPERADOR02

SINOPSE

Após se tornar alvo de seu irmão mais velho, o herdeiro de um trono decide procurar a ajuda de sua irmã e de um cavaleiro desacreditado, Jacob (Nicolas Cage), que precisa enfrentar vários problemas pessoais. Juntos, eles buscam o apoio de Gallain (Hayden Christensen), um lendário cavaleiro conhecido como Fantasma Branco.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Nick Powell” espaco=”br”]Nick Powell[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: James Dormer
Título Original: Outcast
Gênero: Ação
Duração: 1h 38min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 14 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook