O MORDOMO DA CASA BRANCA (Crítica)

O MORDOMO DA CASA BRANCA

4estrelas

Por Pedro Vieira

O MORDOMO DA CASA BRANCA01

O filme “O Mordomo da Casa Branca” (The Butler) anda sendo vendido como o filme que fez o presidente Barack Obama chorar. Não é por menos, já que o diretor Lee Daniels cria um clima de leve melancolia e tensão durante toda a projeção a partir de uma história que trata da busca do povo negro norte-americano pelos seus direitos.

Inspirado em uma história real, o filme segue a trajetória de Cecil Gaines (Forest Whitaker), um negro que trabalhou durante anos como mordomo na casa branca, conhecendo vários presidentes, como Kennedy, Nixon, entre outros. Embora a trama comece nos anos 20, a maior parte se passa durante os anos 60, época de lutas do povo negro pela busca dos seus direitos civis nos Estados Unidos.

Para isso, se mostra a relação de Cecil com seu filho mais velho, Louis (David Oyelowo), que esteve envolvido em vários protestos e grupos de negros durante o período. Essa essencial relação de pai e filho se une à montagem, de forma que o diretor consegue dividir o filme, hora mostrando Cecil em seu trabalho na casa branca, lugar de grande luxo, para depois focar em Louis, que passa por diversas situações no decorrer da narrativa.

O MORDOMO DA CASA BRANCA02

A luta da população negra é muito bem representada na tela, e as ótimas atuações só reforçam o tom realista. Whitaker está magnífico no papel de Cecil. Ele não se perde em nenhum momento e mantém uma ótima química com Oyelowo e com Oprah Winfrey, que interpreta Glória, a esposa de Cecil. Destaque para a cena do jantar em que Cecil briga com Louis e Glória entra no meio. O modo como os três a realizam é impecável, trazendo toda aquela emoção para o público. Os únicos que se perdem aqui são alguns atores coadjuvantes – não todos – mas que possuem papéis tão pequenos que não são capazes de apagar o brilho do filme.

Há uma crítica ao modo que os americanos brancos enxergam os negros, e como isso é retrato em toda a cultura do país. Nada mais justo, já que eles passaram por tanta coisa, poucas vezes tiveram a chance de serem ouvidos e atualmente se veem presos a estereótipos.

Dessa forma, Daniels quebra estes estereótipos e mostra os negros como eles realmente são: mais um povo que sofreu opressão daqueles que se julgam superiores. E ao fazer isso, ele consegue arrancar lágrimas de todo o publico.

O MORDOMO DA CASA BRANCA04

SINOPSE

1926, Macon, Estados Unidos. O jovem Eugene Allen vê seu pai ser morto sem piedade por Thomas Westfall (Alex Pettyfer), após estuprar a mãe do garoto. Percebendo o desespero do jovem e a gravidade do ato do filho, Annabeth Westfall (Vanessa Redgrave) decide transformá-lo em um criado de casa, ensinando-lhe boas maneiras e como servir os convidados. Eugene (Forest Whitaker) cresce e passa a trabalhar em um hotel ao deixar a fazenda onde cresceu. Sua vida dá uma grande guinada quando tem a oportunidade de trabalhar na Casa Branca, servindo o presidente do país, políticos e convidados que vão ao local. Entretanto, as exigências do trabalho causam problemas com Gloria (Oprah Winfrey), a esposa de Eugene, e também com seu filho Louis (David Oyelowo), que não aceita a passividade do pai diante dos maus tratos recebidos pelos negros nos Estados Unidos.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Lee Daniels” espaco=”br”]Lee Daniels[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Danny Strong, Lee Daniels e Wil Haygood
Título Original: The Butler
Gênero: Drama
Duração: 2h 12min
Ano de lançamento: 2013
Classificação etária: 14 anos

TRAILER

Comente pelo Facebook