O NAVIO DA MORTE (Crítica)

O NAVIO DA MORTE

1estrela

FICHA TÉCNICA

Título Original: Death Ship
Ano do lançamento: 1980
Produção: Estados Unidos da América
Gênero: Terror
Direção: Alvin Rakoff
Roteiro: David P. Lewis e Jack Hill

Sinopse: Nas tranquilas águas do mar das Caraíbas, um cruzeiro de luxo vê-se seguido por um estranho navio até conseguir uma forte colisão. Não existe escapatória para o terrível pesadelo que se forma no meio de um crescente pânico. Não existe lugar algum onde se possam pôr esconder. Enquanto o barco se dirige para um destino desconhecido, os sobreviventes dão conta de que esse misterioso navio parece destroçar-lhes a todos de forma espantosa.

Por Jason

O NAVIO DA MORTE02

Um transatlântico é alvejado por um estranho navio numa noite de festa. Dos tripulantes e passageiros, apenas um pequeno grupo sobrevive ao naufrágio – incluindo o futuro e o atual capitão, que seria substituído em breve porque a companhia não tolerava mais sua insatisfação e a falta de tato com os passageiros e seus comandados. Improvisando um bote salva-vidas, os sobreviventes acabam encontrando outro navio e logo descobrem que ele está abandonado. Coisas estranhas começam a acontecer, vitimando parte do grupo – o navio se comporta como se tivesse vida própria -, ao passo que os sobreviventes descobrem que a embarcação pertencia a Alemanha nazista e era usada para uma carnificina liderada pelos alemães.

Esse é o mote do obscuro O navio da morte, uma fita B de 1980 que traz Richard Crenna como o capitão Marshall e pai de dois filhos às voltas com o navio assassino. Crenna, aliás, é facilmente reconhecido como o eterno Coronel Trautman, da trilogia Rambo e aqui parece já dar uma prévia do personagem que o imortalizou. Ele precisa escapar do surto do comandante Ashland (George Kennedy, ganhador do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante pelo ótimo Rebeldia Indomável, com Paul Newman) que, uma vez no navio, passa a ouvir vozes convidando-o a comandá-lo. Enlouquecido, tenta matar o restante dos sobreviventes, o que inclui os dois filhos de Marshall, e sem completar essa missão, acaba destruído pela força maligna que habita o próprio navio.

O NAVIO DA MORTE03

O filme tem uma premissa interessante, que deve ter servido de mote para o fracassado trash O navio fantasma (2002) mas a sua execução é um desastre. Por ser de baixo orçamento, o momento do naufrágio, por exemplo, é cortado violentamente. A direção (de Alvin Rakoff, mais conhecido por trabalhos na televisão e teatro em que atuou de 1953 a 2012) parece não saber o que está fazendo durante toda a projeção – não há momentos assustadores e falha em tentar provocar suspense e tensão. A descoberta de que o navio pertencia aos nazistas perde seu peso, porque o próprio espectador já havia deduzido muito tempo antes.

Para os apreciadores de mortes bizarras, há ainda do que se queixar, já que o filme não oferece muita coisa nesse sentido: uma velha envenenada é esganada por Ashland; há uma morte por afogamento cujos sobreviventes pouco parecem se importar; uma coadjuvante protagoniza um (inútil) banho de sangue, nua num box do banheiro; e há ainda seu interesse romântico, que morre afogado em uma rede cheia de corpos humanos. De bom, mesmo, é que a ambientação é boa e claustrofóbica – o navio, em si, de aspecto decrépito e coberto por crostas de ferrugem impressiona. Seus aposentos estão cheios de cadáveres e ossadas. O frigorifico, inteiramente habitado por corpos congelados no tempo.

Nada que salve, contudo, o filme do mais perfeito tédio.

O NAVIO DA MORTE01

TRAILER

Comente pelo Facebook

3 Comentários

  1. alice

    ola,gostaria de saber se vocês vendem esse filme do navio assassino dublado?Ja procurei na internet toda e ninguém tem??????

    • Kadu Silva

      Oi Alice. Obrigado pela visita. Então nosso site, não faz este tipo de comercialização. É apenas um local de opiniões e notícias sobre cinema. No entanto se encontrar em algum lugar, te indico, ok? Abraços!

  2. Vlademir

    Alice, o filme podera ser visto e baixado do YouTube facilmente.