O QUE SE MOVE (Crítica)

O QUE SE MOVE

Por Silas Mendes

Antes de mais nada, devo dizer que O Que Se Move é um filme extremamente delicado e “poético” e que eu não sou a pessoa mais delicada e poética.

Tendo sido um dos dois únicos filmes que consegui ver na Mostra Internacional de São Paulo (o outro sendo o sensacional e também nacional “O Som Ao Redor”), o escolhi por causa de seu diretor e equipe.

Produto do coletivo Filmes do Caixote, composto por Caetano Godarto, o diretor, Marco Dutra, Juliana Rojas entre outros (os dois ultimos, diretores do longa “Trabalhar Cansa”, que foi selecionado pela mostra Un Certain Regard, no festival Cannes de 2011), O Que Se Move é um filme que assim como “Trabalhar Cansa”, se utiliza de um gênero não muito comum no cinema nacional atual, o musical.

O QUE SE MOVE01

Muito comparado a “Dançando no Escuro” do brilhante e polêmico Lars von Trier, O Que Se Move se diferencia por ser um filme composto de três histórias, “distintas”, não paralelas e nem interligadas diretamente entre si.

O que elas tem em comum?

A perda.

Baseado em três diferentes noticias de jornal do inicio dos anos 2000, o filme apresenta de forma muito sensível, a perda sofrida por três mães. Gotardo utiliza-se da musica (letras do próprio diretor e musicadas por Marco Dutra) para que suas personagens expressem suas dores.

Sem o espetáculo do musical comum, O Que Se Move ainda se apega a pequenos detalhes do gênero, como a presença de leves coreografias, compostas por movimentos lentos de pessoas sentadas em uma delegacia, ou a dança estranha realizada por garotos em um daqueles jogos eletrônicos de dança.

O QUE SE MOVE02

As musicas são lentas e dolorosas, interpretadas por vozes embargadas pela angustia e com belas e tristes melodias.

Apesar de toda a “dor” que se repete pelo texto, O Que Se Move traz em seu final uma história que se diferencia das anteriores e que apesar da angustia presente no olhar da mãe, trás um novo sentimento ao filme, trás um certo sentimento de esperança.

O Que Se Move é um dos mais belos filmes nacionais que já vi, não só pela delicadeza, mas por possuir uma forma incomum de se contar uma história sobre perda e esperança (ou talvez não seja sobre isso).

Ótimas interpretações, uma câmera segura e incrivelmente sensível com suas personagens, com um roteiro diferente e uma abordagem interessante do musical, O Que Se Move é um filme que merece ser visto e reconhecido.

O QUE SE MOVE03

SINOPSE

Três famílias distintas estão tendo que lidar com a chegada – ou perda – de um filho, fato que causa uma mudança muito significante em suas rotinas. Cada núcleo irá lidar com as dores e alegrias à sua própria maneira, mas o amor sempre irá falar mais alto através da figura da mãe, mesmo que isso se expresse nas pequenas coisas do dia-a-dia.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Caetano Gotardo” espaco=”br”]Caetano Gotardo[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Caetano Gotardo
Título Original: O Que Se Move
Gênero: Drama
Duração: 1h 37min
Ano de lançamento: 2013
Classificação etária: 14 Anos

TRAILER

4estrelas

Comente pelo Facebook