ODEIO O DIA DOS NAMORADOS (crítica)

ODEIO O DIA DOS NAMORADOS

Um filme completamente comercial

Fiquei pensando como começar esse texto sem se repetir, mas o fato é que a industria cinematográfica do Brasil continua explorando o sucesso das comedias. “Eu odeio o dia dos namorados” é mais uma na lista, desse nicho tão fortemente explorado atualmente, o problema é que ele também entra na lista das comedias sem um pingo de originalidade que a todo momento chega nas salas de cinema no Brasil – fazer o que?

Para começar a estrutura narrativa é uma copia do romance “Um conto de Natal” onde mostra o protagonista revendo sua vida no passado, no presente e no futuro com o objetivo de crescer espiritualmente como ser humano. Diferente do original, que acontecia na noite de natal, a versão tupiniquim acontece no dia dos namorados e Débora (Heloísa Périssé) é essa criatura que em função de escolhas equivocadas durante sua vida, se encontra amargada e vivendo por trabalho. Eis que então um espírito de luz, um ex amigo de trabalho já falecido, volta do “alem” para mostrar o porque ela vive naquele estado tão deplorável.

ODEIO O DIA DOS NAMORADOS02

Até aí, o filme tinha tudo para conseguir ganhar um belo rumo, mas o diretor Roberto Santucci (De Pernas pro Ar 1 e 2) opta por deixar seu ritmo nos moldes televisivo e pior suas escolhas aparecem como um grande mar de clichês.

É evidente que muito do que se vê em cena, são frutos de escolhas comerciais já que o filme é repleto de merchandising, o que naturalmente não havia como fugir.

Outro serio problema se encontra nos diálogos forçados e de extremo mal gosto, com piadas homofônicas e/ou de teor duvidoso durante toda a projeção, e ainda para pior nem sempre tem graça nas piadas o filme apresenta.

No entanto o filme é melhor do que imaginei, já que o diretor sabe em bons momentos utilizar das sacadas atuais para criar intimidade com o publico, por exemplo na abertura, onde é reproduzido um pedido de casamento que bombou no YouTube, ou seja, há boas escolhas também.

Mas os personagens simples (sem profundidade) e de pouco carisma, acabam atrapalhando que se tenha uma maior simpatia pelo longa. A Débora é a que melhor é apresentada e Heloísa Périssé leva bem a personagem, mesmo que em alguns momentos ela lembre algo já realizado por ela em outros trabalhos.

Mas não se pode reclamar do elenco, dentro do que tinham em mão, conseguem um bom resultado.

ODEIO O DIA DOS NAMORADOS03

Outro aspecto positivo é a parte técnica, tanto a direção de arte, sabendo dividir visualmente bem o passado, o presente o futuro, como a trilha, figurinos, fotografia, tudo funciona muito bem dando o ritmo e o caráter escolhido pelo diretor, nesses quesitos técnicos o filme da um banho, inclusive em efeitos especiais, que são ótimos.

Se você deixar o cérebro e as lembranças de filmes recentes do lado de fora da sala de cinema é possível se divertir e até se emocionar com o filme, já que Santucci é mestre em manipular a emoção da plateia com trilha melodramática e aquela cena de arrancar lágrimas.

Portanto apesar de muitas falhas, a da falta de originalidade gritante, tem como tirar algo bom desse filme que infelizmente some da mente assim que você sai da sala de cinema pela sua frágil composição.

DESTAQUE

Vou ver a cidade de São Paulo mostrada no filme com ar moderno, no futuro da protagonista. Nisso há originalidade, ou não (risos).

ODEIO O DIA DOS NAMORADOS01

SINOPSE

Débora (Heloísa Périssé) é uma publicitária que sempre privilegiou a carreira em detrimento de sua vida amorosa. Entretanto, ambas se misturam quando ela precisa trabalhar em uma importante campanha para o Dia dos Namorados cujo cliente é Heitor (Daniel Boaventura), seu ex-namorado, que foi dispensado por ela de forma humilhante. Diante desta situação, ela ainda precisa lidar com a inesperada visita do fantasma de seu amigo Gilberto (Marcelo Saback), que tenta fazer com que ela repense a vida e descubra o que as pessoas realmente pensam dela.

ELENCO

[do action=”cast” descricao=”Heloísa Périssé (Débora)” espaco=”x”]Heloisa Perisse[/do][do action=”cast” descricao=”Daniel Boaventura (Heitor)” espaco=”x”]Daniel Boaventura[/do][do action=”cast” descricao=”André Mattos (Marcos)” espaco=”x”]Andre Mattos[/do][do action=”cast” descricao=”Marcelo Saback (Gilberto)” espaco=”br”]Marcelo Saback[/do]

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Roberto Santucci” espaco=”br”]Roberto Santucci[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Paulo Cursino
Título Original: Odeio O Dia Dos Namorados
Gênero: Comedia
Duração: 1h 41min
Ano de lançamento: 2013
Classificação etária: 12 Anos

TRAILER

3emeio

Comente pelo Facebook