QUALQUER GATO VIRA-LATA (Crítica)

QUALQUER GATO VIRA-LATA

Esse sim é para “comemorar” o dia dos Namorados

Eu não leio nada de críticas sobre os filmes que vou assistir antes de ir ao cinema, e agora principalmente porque eu escrevo sobre eles, mas esse filme cheguei a ler algumas coisas, e a maioria dos críticos detonaram o longa, fiquei até meio surpreso, devido a grande divulgação que ele está tendo, mas enfim fui assistir e para minha surpresa o filme não é ruim, é uma típica comédia romântica como as norte americanas, água com açúcar, mas que consegue passar a mensagem.

Qualquer Gato Vira-Lata foi inspirado na peça homônima de autoria do ator e diretor Juca de Oliveira, que levou um milhão de pessoas ao teatro entre os anos de 1998 e 2002, nesse texto Juca abre para discussão o comportamento atual das mulheres e ainda brinca com as teorias sobre o amor.

QUALQUER GATO VIRA-LATA01

Para o filme o estreante diretor em longas metragens Tomás Portella escalou 3 jovens e symbols atores globais para viver essa história, Cléo Pires, Malvino Salvador e Dudu Azevedo.

Cléo Pires, LINDA, SEXY E MARAVILHOSA na tela, mas na atuação ainda não está pronta para assumir uma protagonista, em vários momentos sua inexperiência fica evidente e causa desconforto, mas ainda acho que pode melhorar, afinal com a mãe o pai que tem, algum talento ela tem que ter herdado.

Dudu Azevedo fica na zona de conforto e faz um personagem bem parecido com outros que ele já fez na TV, não compromete, mas poderia ousar mais.

Malvino Salvador, é o que mais se destaca, tenho um grande trabalho na composição, cuidando dos gestos corporais e acertando no tom nas mudanças de emoção que o filme pede.

QUALQUER GATO VIRA-LATA02

Bom o roteiro que é o mais criticado pelo povo ai, a meu ver é uma brincadeira, que levanta toda uma expectativa para um acontecimento e acaba tendo outro desfecho, nada surpreendente, mas interessante.

O que faltou para o longa é mais ousadia na direção, melhor escolha de algumas peças no elenco e brincar mais na montagem, que ele seria uma obra bem mais interessante, mas como a maioria das comédia românticas americanas, ele opta por ficar no básico e consegue divertir e encantar principalmente as mulheres.

Mesmo não sendo uma obra prima e aproveitando a véspera do dia dos namorados é uma boa opção para quem quer uma sessão pipoca em que o grande barato é ver uma comédia romântica americana falada em português (risos), o Ccine recomenda.

DESTAQUES

Para a direção de arte que soube escolher muito bem as locações para o filme.

E não posso deixar de falar do elenco de apoio bem afinado aos protagonistas, destaque para Álamo Facó um dos mais engraçados do longa.

QUALQUER GATO VIRA-LATA03

SINOPSE

Tati (Cléo Pires) é uma jovem estudante de Direito cansada de ser ignorada pelo namorado mimado, Marcelo (Dudu Azevedo), e se oferece como cobaia para as pesquisas do professor Conrado (Malvino Salvador). O estudioso tem uma tese polêmica sobre a harmonia entre as conquistas amorosas dos humanos e as leis da biologia, baseando-se nas atitudes dos animais, já que na maioria das espécies as fêmeas são recatadas e os machos, mais audaciosos. O curioso é que ele mesmo éa prova contrário disso, já que sua namorada Angela (Rita Guedes) manda nele e na hora da briga leva até o cachorro embora. Mas a experiência acaba se revelando ainda mais desafiadora para aluna e professor, tendo em vista que tem cheiro de romance no ar.

ELENCO

[do action=”cast” descricao=”Cléo Pires (Tati)” espaco=”x”]Cleo Pires[/do][do action=”cast” descricao=”Malvino Salvador (Conrado)” espaco=”x”]Malvino Salvador[/do][do action=”cast” descricao=”Dudu Azevedo (Marcelo)” espaco=”x”]Dudu Azevedo[/do][do action=”cast” descricao=”Álamo Facó (Magrão)” espaco=”br”]Alamo Faco[/do]

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Tomás Portella” espaco=”br”]Tomas Portella[/do]

FICHA TÉCNICA

Título Original: Qualquer Gato Vira-Lata
Gênero: Comédia Romântica
Duração: 1 hr 35 min
Ano de lançamento: 2011

TRAILER

3estrelas

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. Maria luiza

    Olá , muito obrigo pela sua CRITICÁ sobre o FILME, me ajudou Muito com meu trabalho de PORTUGUÊS.