QUEEN: A NIGHT IN BOHEMIA (Crítica)

Juca Claudino

Mama, just killed a man…

É um show do Queen na tela grande. Se você é fã do quarteto composto por Freddie Mercury, Brian May, John Deacon e Roger Taylor, certamente irá ter uma experiência singular: “A Night in Bohemia” é o show que a banda realizou em 1975 no teatro Hammersmith (logo após atingir pela primeira vez o topo das paradas no Reino Unido, com uma tal de “Bohemian Rhapsody”) mais um documentário de meia hora prévio que narra, desde a fundação da banda até a data daquele show, o caminho que o quarteto inglês seguiu. Bom, e se você por algum infortúnio motivo não se permite gostar tanto assim de Queen? Nesse caso, ainda assim vale a experiência: o áudio é efervescente e, como é de se esperar, a apresentação é contagiante não só pela perspicácia e pela dramaticidade do grupo no palco mas também porque é a sua perspicácia e dramaticidade com o áudio poderosíssimo da sala de cinema e a imagem te engolindo naquela tela gigante. Talvez não haja melhor lugar para se assistir a um show do que no cinema (além do próprio show, obviamente), e além de tudo é uma experiência exótica.

Falando mais sobre o filme em si, “A Night at the Opera” foi o quarto álbum do lendário Queen – que viria a lançar 14 até a morte de Freddie Mercury, em 1991. Vemos aqui a banda inglesa ainda no seu nascer, em um período onde estavam buscando a identidade do grupo – bem como disse em um momento do documentário Brian May, o guitarrista da banda. Quando lançaram esse álbum já eram um sucesso internacional (tendo inclusive vivido um momento de “Beatlemania” na visita do Queen ao Japão), mas mesmo assim foi um divisor de águas na história da banda: “Bohemian Rhapsody”, a faixa 11 de “A Night at the Opera”, apresentava definitivamente a excentricidade elegante e extravagante típica do quarteto para o público, e este a recebeu de forma bem entusiasmada, colocando a exótica canção que misturava ópera e hard rock no topo das paradas do Reino Unido. Na verdade, a parte documental do filme trabalha muito bem essa formação da identidade “Queen”, da postura e da colcha de retalhes (que ia desde Mozart até a cena do rock inglês dos anos 60/70) que a formaram.

É interessante ver como o documentário se mostra dinâmico para contar uma história de menos de 5 anos (desde a formação da banda até “A Night at the Opera”), dando uma fluidez na mini-saga do Queen (são 5 de quase 45 anos da banda que se apresentou ano passado no Brasil, durante o Rock in Rio) e tornando tudo mais penetrante. Quando vamos falar de “Bohemian Rhapsody”, o documentário chega a seu clímax, dando uma entonação semi-sagrada à música. O resultado é o fato de que, mesmo quem não é tão fã do Queen, irá se apaixonar vendo toda a movimentação por trás da origem de uma grande banda e de um grande hino do rock. E irá se apaixonar pelas estilosas e heterogêneas melodias do Queen, de uma forma ou outra.

Por fim, o show, o grande momento da experiência. Realizado em 1975 logo após o sucesso de Bohemian Rhapsody, a extravagância do Queen sobe aos palcos e faz algo incrível de ser assistido no cinema, algo que ganha uma energia bem saborosa quando estamos de frente para a tela grande, com toda aquela ambientação que te aliena do mundo externo e te leva para o centro da alma do show. É algo penetrante, é algo alucinante!

Se você é fã de Queen, fique atento. As exibições de “A Night in Bohemia” serão poucas, e você certamente não vai querer perder uma experiência dessas. Agora, se você não é tão alucinado por Queen ainda e esse texto teve a honra de lhe criar uma curiosidade acerca do filme, o aviso serve para você também.

QUEEN A NIGHT IN BOHEMIA

SINOPSE

Filmado na véspera de natal de 1975 no Hammersmith Odeon em Londres, o documentário apresenta o memorável concerto da banda Queen. Em um dos anos mais movimentados e emocionantes da carreira da banda o show pode ser representado como um clímax. Transmitido ao vivo pela BBC, imagens de arquivo e entrevistas com os quatro membros da banda dão uma visão sobre o ano de 1975.

DIREÇÃO

Desconhecido

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Desconhecido
Título Original: Queen: A Night in Bohemia
Gênero: Documentário
Duração: 1h 30min
Ano de lançamento: 2016
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 05 de maio de 2016 (Brasil)

Comente pelo Facebook