Robin Hood – A Origem (Crítica)

Kadu Silva

Desnecessário

A história de Robin Hood já teve diversas versões no cinema, entre animações e live-action, só no Brasil os trapalhões já fizeram dois filmes com esse herói. O 15º longa que estreia no cinema agora em 2018 é intitulado Robin Hood – A Origem que traz o jovem ator Taron Egerton (Voando Alto) como protagonista.

No filme Robin após voltar das Cruzadas encontra a floresta Sherwood “infestada” de criminosos, um verdadeiro caos. Mesmo sendo um homem nobre, resolve junto de seu conhecido de batalha Little John (Jamie Foxx), criar um plano para tentar resolver esse problema, é então que eles percebem que é necessário roubar dos ricos para dar aos pobres e assim diminuir o desiquilíbrio social que acontece ali.

O roteiro é sem dúvida o grande problema do filme, já que ele tenta colocar a história com um olhar atual e com víeis realista, mas certas escolhas fazem com que a tentativa entre em contradição dentro da proposta. Além disso, o texto do roteiro é muito fraco e até certo ponto imaturo.

Robin Hood – A Origem (Crítica)

O diretor Otto Bathurst que estreia em longas-metragens não consegue trazer nada de novo ou criativo para a história, na verdade sua direção apresenta uma clara referência a filmes de origens de super-heróis, (principalmente os mais fracos).

O elenco mesmo com grandes nomes não conseguiu extrair algo além do fraco roteiro, o único que consegue entregar uma atuação acima da média é Ben Mendelsohn (Jogador nº 1), ainda que seja mais do mesmo do que ele tem feito em diversas produções ultimamente.

O filme se sustenta nas cenas de ação e muito efeito visual, o desenvolvimento da história em si não teve o mesmo capricho por parte da equipe. Portanto, para conseguir comprar a trama é necessário não buscar coerências em nada do que é visto na telona.

Robin Hood – A Origem falha na tentativa de modernizar a clássica história do século XIV, o que torna o resultado final um completo resultado desnecessário.

Pôster de divulgação: Robin Hood – A Origem

Pôster de divulgação: Robin Hood – A Origem

SINOPSE

A origem da famosa lenda sobre o ladrão que rouba dos ricos para dar aos pobres. Robin Hood (Taron Egerton) volta das Cruzadas e surpreende-se ao encontrar a Floresta Sherwood infestada de criminosos, no mais completo caos. Ele não deixará que as coisas permaneçam desse jeito.

DIREÇÃO

Otto Bathurst Otto Bathurst

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Bem Chandler, David James Kelly
Título Original: Robin Hood
Gênero: Aventura, Ação
Duração: 1h 56min
Classificação etária: 12 anos
Lançamento: 29 de novembro de 2018 (Brasil)

Comente pelo Facebook