ROMEU + JULIETA (Crítica)

Romeu e Julieta

4emeio

FICHA TÉCNICA

Título Original: Romeo + Juliet
Ano do lançamento: 1996
Produção: EUA
Gênero: Drama, Romance
Direção: Baz Luhrmann
Roteiro: Baz Luhrmann e Craig Pearce
Classificação etária: 14 Anos

Sinopse: Nesta versão para os dias de hoje da peça de Shakespeare o cenário é Verona Beach. Os Capuleto e os Montéquio, duas famílias que sempre se odiaram, têm rixas sem cessar, mas isto não impede que Romeu (Leonardo DiCaprio), um Montéquio, se apaixone pela bela Julieta (Claire Danes), uma Capuleto. Entretanto, uma apresentadora de televisão anuncia que este amor profundo acabará gerando trágicas conseqüenciais, em virtude desta insana rivalidade familiar.

Por Kadu Silva

Um romance visualmente deslumbrante

ROMEU JULIETA01

Em 1996 chegava aos cinemas um filme esteticamente ousado, com linguagem de videoclipe (muito em moda na época) que misturava o clássico com o pop, estamos falando de mais uma adaptação da famosa peça de Shakespeare, Romeu e Julieta, o responsável pela audácia foi Baz Luhrmann (Moulin Rouge) e a sua principal “coragem” nessa produção foi trazer o romance para os dias atuais sem deixar de lado o texto rebuscado original de quando foi escrito.

Para quem não lembra ou espantosamente nunca ouviu falar sobre o esse clássico, se trata de um romance entre dois jovens, Romeu da família Montéquio e Julieta da família Capuleto, onde as duas estirpes são rivais, o que torna o amor deles algo impossível. Diferente do original as famílias são duas gangues, fato que mudou as armas de espadas por pistolas e revólveres.

O roteiro de Craig Pearce e do também diretor Baz Luhrmann simplifica a trama, colocando em destaque somente os pontos mais famosos de Romeu e Julieta.

Hoje em dia Luhrmann é conhecido pela sua exuberância visual, mas Romeu + Julieta foi o primeiro filme em que ele começou a imprimir esse seu selo e que hoje se tornou sua marca registrada. Esse também foi o primeiro grande filme de Leonardo DiCaprio (O Regresso) e Claire Danes (As Horas) como protagonistas.

ROMEU JULIETA02

Essa possível falta de traquejo na direção de Luhrmann (já que esse era somente seu segundo longa-metragem), acabou por leva-lo a tentar a todo o custo encontrar uma estética visual perfeita e deixar de lado um cuidado maior na forma interpretativa do elenco como um todo, principalmente nos personagens secundários que não conseguem se desenvolver ou se mostrarem pouco importantes para a narrativa do arco dramático, no entanto essa sua “obsessão” pela beleza foi responsável por criar uma das cenas mais antológicas do cinema, onde os personagens de Leo e Danes se encontram pela primeira vez através de um aquário e ali se inicia o grande amor deles.

Tecnicamente o filme é espetacular, fotografia primorosa (e não poderia ser diferente), edição frenética (que como já citei, lembra aos de videoclips), trilha sonora extremamente ousada, que misturava pop/rock para embalar um texto erudito e a direção de arte que criou uma Verona fictícia híbrida e que conversava bem com o ambiente hostil das duas gangues e ao mesmo tempo remete a uma Itália clássica, que é o cenário ideal do jovem casal Shakespeariano.

Romeu + Julieta ainda que não seja perfeito, consegue dar a clássica história de William Shakespeare uma releitura que prende o público do começo ao fim e hipnotiza todos pela sua estética bem peculiar e belíssima.

ROMEU JULIETA03

PRÊMIOS

OSCAR
Indicação: Direção

BAFTA
Ganhou: Roteiro Adaptado, Design de Produção e Direção

Indicação: Melhor Filme, Edição e Melhor Som

FESTIVAL DE BERLIM
Ganhou: Melhor Direção e Melhor Ator – Leonardo DiCaprio

Indicação: Melhor Filme

MTV MOVIE AWARDS
Ganhou: Melhor Atriz – Claire Danes

Indicações: Melhor Filme, Melhor Ator – Leonardo DiCaprio, Melhor Dupla, Melhor Canção (Crush) e Melhor Beijo

TRAILER

Comente pelo Facebook