SEM EVIDÊNCIAS (Crítica)

SEM EVIDENCIAS

2estrelas

FICHA TÉCNICA

Título Original: Devil’s Knot
Ano do lançamento: 2013
Produção: EUA
Gênero: Drama
Direção: Atom Egoyan
Roteiro: Paul Harris Boardman e Scott Derrickson
Classificação etária: 14 Anos

Sinopse: Em 1993, os adolescentes Damien Echols, Jason Baldwin e Jessie Misskelley Jr. foram acusados de assassinar brutalmente três crianças de oito anos. Em um julgamento repleto de polêmicas e incertezas, eles foram condenados. Após uma longa batalha judicial, foram soltos no ano passado. Adaptação do livro “The Devil’s Knot: The True Story of the West Memphis Three”.

Por Jason

SEM EVIDENCIAS01

Nos idos de 1993, em West Memphis, Arkansas, Pamela Hobbs permitiu que seu filho de oito anos fosse andar de bicicleta com dois amigos de mesma idade com a condição que eles retornassem no máximo às 16 hs e 30 min, já que ela trabalharia a partir das cinco da tarde. Os meninos nunca mais voltaram. Pamela deu queixa na delegacia e, após a investigação da polícia, os corpos das crianças foram encontrados num riacho no meio da floresta, amarrados nos cadarços dos sapatos que usavam quando foram mortos.

A partir daí, começaria uma caça as bruxas. A polícia rapidamente acusou três rapazes – um deles, com deficiência mental – pelo crime e o caso passou a ser conhecido como The West Memphis Three. Os três eram taxados como tipos estranhos na comunidade, e segundo consta, praticavam ocultismo, ouviam músicas com letras satânicas, gostavam de heavy metal, se reuniam para assistir filmes de terror, e poderiam estar envolvidos com satanismo. No julgamento, mesmo sem provas que os incriminassem, eles foram culpados (dois a prisão perpétua, um sentenciado a morte), mesmo com os esforços de Ron Lax, um investigador que começou a observar coisas absurdas nas investigações policiais. Além do sumiço de provas e do descuido de evidências, a polícia ignorou a presença de um negro ensanguentado que apareceu pedindo ajuda num restaurante e nunca mais foi encontrado. Arranjaram um menino que alegava ter escapado da morte ao ser atacado pelos três rapazes, mas os relatos dele eram fantasiosos e claramente confusos.

SEM EVIDENCIAS02

O filme é baseado no livro homônimo de Mara Leveritt e não vai além, mas até mesmo o padastro de Steve (o filho de Pamela) chamado Teddy, é suspeito do caso, já que em depoimentos foi salientado o temperamento agressivo do homem e acusações de que ele molestava as crianças e era bissexual, com predileção para meninos mais novos. Segundo consta nos processos, amostras de DNA de Teddy foram incluídas e encontrados fragmentos semelhantes na cena do crime, nos cadarços de uma das crianças. Um objeto pessoal do menino Steve, um canivete do qual ele não se separava, foi encontrado nas coisas de Teddy, como se o assassino estivesse carregando alguma lembrança ou souvenir do fato. Nada, contudo, foi comprovado, porque os álibis de Teddy seriam mais fortes. Os defensores de que os verdadeiros assassinos foram os três jovens continuam argumentando que as crianças acabaram testemunhando algo que não deveriam ver – como um ritual satânico que envolveria a morte do negro, encontrado sangrando no restaurante – e seriam, assim, testemunhas de um crime, por isso pagaram com a vida.

O filme foi massacrado pela crítica e com razão. Reese Whiterspoon interpreta Pamela, a mãe de Steve, um dos meninos assassinados. Reese bem que se esforça, mas não consegue passar o drama nem transmitir verdade acerca de toda a situação – e perde sua função em boa parte da película. Alessandro Nivola como Teddy tem pouco a fazer e a Colin Firth resta passar batido, numa interpretação completamente apática e automática como o investigador Ron. O filme ainda tem aquela cara de novela, rasa, superficial, não levantando dúvidas no espectador sequer dando novas pistas sobre o caso, ou seja, não acrescenta nada. Serve, porém, para apresentar o caso polêmico que moveu a opinião pública na época e mantê-lo aceso, como um veículo de demonstração da ineficiência da polícia americana e da justiça, quase sempre tão eficientes, mas que pecaram em coisas absurdas durante a investigação que comprometeram todo o julgamento.

Depois de dezoito anos presos, os rapazes foram libertados mediante confissão do crime e pressão da mídia para retirá-los da prisão, por falta de provas. Não se sabe quem matou as crianças até hoje. De certo, mesmo, é que enquanto os verdadeiros culpados não são encontrados, os meninos de West Memphis continuarão a morrer.

SEM EVIDENCIAS03

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. Morena

    Ué,MAS O NOME DO FILME É SEM EVIDENCIAS,É O OBVIO QUE TUDO SERIA CONFUSO.