SICÁRIO – TERRA DE NINGUÉM (Crítica)

SICARIO TERRA DE NINGUEM

4emeio

Por Carlos Pedroso

SICARIO TERRA DE NINGUEM01

Denis Villeneuve se tornou em pouco tempo um dos diretores mais respeitados e bem criticados da atualidade (rola até a possibilidade de ele dirigir um remake de Blade Runner). E desde a indicação de Incêndios ao Oscar, é notável sua desenvoltura com suspenses que, embora não grandiosos, mostram uma maturidade notável na construção de imagens que dialogam com o espectador através da tensão e de personagens dramaticamente concebidos.

Sicário, seu mais recente trabalho, é um thriller com toques de horror sobre o sistema e a violência que rege a indústria do narco-tráfico na fronteira dos Estados Unidos com o México. Misturando geopolítica e violência social, o filme bem parece uma atualização de Traffic com Onde Os Fracos Não Tem Vez (e não só porque no elenco estão Josh Brolin e Benicio Del Toro). Villeneuve consegue aqui, pela primeira vez, transformar apelo metódico em apelo visual, cinematográfico. Através da bela fotografia de Roger Deakins, que não cria relações de maniqueísmo entre as fronteiras, embora a narrativa evidencie qual é o mal maior e quais suas táticas de sobrevivência, adentramos no universo visceral de Sicário sabendo que o que nos espera é algo não menos simplório que o parasitismo que faz a política global funcionar. Villeneuve, auxiliado pela visão orgânica e mutável de Deakins, e em grande parte pela intensidade emocional de Emily Blunt em cena, que coloca o espectador completamente à mercê de sua personagem e da violência masculina que a cerca, procura dissecar nossa percepção sobre a iminência do perigo e do mal -algo recorrente em seus filmes.

SICARIO TERRA DE NINGUEM03

Interessante excepcionalmente pelos recursos simbióticos entre fotografia, som e roteiro na concepção de uma tensão progressiva, e especialmente pela relação de sua protagonista com toda a misé en scène, Sicário já seria o projeto mais coeso da filmografia de Villeneuve, mas por também saber engendrar seus temas à construção narrativa de um suspense policial, também podemos considerá-lo um dos mais notáveis filmes do ano.

SICARIO TERRA DE NINGUEM02

SINOPSE

A CIA está preparando uma audaciosa operação para deter o grande líder de um cartel de drogas mexicano. Kate Macy (Emily Blunt), policial do FBI, decide participar da ação, mas logo descobre que terá de testar todos os seus limites morais e éticos nesta missão.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Denis Villeneuve” espaco=”br”]Denis Villeneuve[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Taylor Sheridan
Título Original: Sicario
Gênero: Suspense, Policial
Duração: 2h 2min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 14 Anos
Lançamento: 22 de outubro de 2015 (Brasil)

TRAILER

Comente pelo Facebook