TOP 10 CONTOS DE FADAS EM LIVE-ACTION

CONTOS DE FADAS

Por Davi Gonçalves

As versões live-action de contos de fadas estão em alta em Hollywood. Cinderela, dirigido por Kenneth Branagh (de Frankenstein de Mary Shelley e Thor), é o mais novo produto do gênero que estreia essa semana aqui no Brasil – e promete fazer sucesso nas bilheterias.

Geralmente destinadas a um público mais “adulto”, essas versões dos clássicos que marcaram a infância de muita gente chegam muitas vezes com uma nova roupagem, usam e abusam de efeitos especiais e são repletas de ação e aventura, conquistando plateias em todo o mundo.

O CCine10 decidiu listar abaixo os 10 versões live-action de contos de fadas mais interessantes do cinema. Tentamos dar uma “pulverizada” na lista para tentar trazer os mais variados contos. Confira os títulos:

PARA SEMPRE CINDERELA (Andy Tennant, 1997)

PARA SEMPRE CINDERELA

Antes da Disney tentar adaptar todo seu império, Drew Barrymore já protagonizava o drama de Cinderela – a órfã maltratada pela madrasta que sonhava em encontrar um grande amor.

PETER PAN (P.J. Rogan, 2003)

PETER PAN

Diretor de uma das melhores comédias românticas do cinema (O Casamento do Meu Melhor Amigo), P.J. Rogan esteve à frente da versão live de Peter Pan, no início da década passada. O filme se saiu razoavelmente bem, com críticas mistas e sendo considerado bastante fiel à obra original.

ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS (Tim Burton, 2010)

ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS

Apesar de não ser uma unanimidade de crítica, a versão burtoniana de Alice no País das Maravilhas é uma das maiores bilheterias da história do cinema – e foi, sim, a responsável por desencadear essa enxurrada de releituras dos clássicos Disney. Com um elenco estelar (Johnny Depp, Christopher Lee, Anne Hathaway, entre outros), o longa é o primeiro filme em animação a superar a marca de US$ 1 bilhão de dólares.

ROBIN HOOD (Ridley Scott, 2010)

ROBIN HOOD

Ridley Scott (diretor de excelentes filmes como Gladiador, Thelma e Louise e Alien, o Oitavo Passageiro) assume as rédeas desta versão live sobre a vida do famoso ladrão que rouba dos ricos para dar aos pobres. Vale mencionar que a história de Robin Hood já foi tema de outras produções, como Robin Hood: O Príncipe dos Ladrões, protagonizado por Kevin Costner, em 1991.

A GAROTA DA CAPA VERMELHA (Catherine Hardwicke, 2011)

A GAROTA DA CAPA VERMELHA

O título é sugestivo – o filme que não é lá essas coisas. Uma versão muito menos fiel à história eternizada pelos Irmãos Griim, A Garota da Capa Vermelha é apenas um block-buster. Ah, não lembro se comentei mas a diretora é a mesma do primeiro longa da franquia Crepúsculo. Tirem suas conclusões.

BRANCA DE NEVE E O CAÇADOR (Rupert Sanders, 2012)

BRANCA DE NEVE E O CACADOR

Protagonizado por Kristen Stewart e com Charlize Theron no papel da Rainha Má, Branca de Neve e o Caçador é repleto de aventura e também não fez feio nas bilheterias – apesar do filme ser bem fraco. Vale ressaltar que no mesmo ano, o conto ganhou outra versão: Espelho, Espelho Meu – cuja grande vilã é Julia Roberts (que não foi suficiente para evitar que o longa fosse um grande fiasco).

JACK, O CAÇADOR DE GIGANTES (Bryan Singer, 2013)

JACK O CACADOR DE GIGANTES

Nicholas Hoult é o protagonista dessa versão do famoso conto de João e o seu pé de feijão mágico, que o leva até um reino habitado por gigantes. Mais um filme com visual charmoso, mas que não apresenta nada muito grandioso como “cinema”.

JOÃO E MARIA: CAÇADORES DE BRUXAS (Tommy Wirkola, 2013)

JOAO E MARIA CACADORES DE BRUXAS

Os irmãos João e Maria (aqueles que se perdem na floresta e encontram uma casa de doces, lembra?) se tornam aqui exterminadores de criaturas malignas de todos os tipos. Bom, parei por aqui porque não tem muito mais o que falar. Infância perdida em 3, 2, 1…

A BELA E A FERA (Christophe Gans, 2014)

A BELA E A FERA

O maior mérito da versão francesa de A Bela e a Fera é ser tão visualmente arrebatador quanto a qualquer produto hollywoodiano do gênero. Protagonizado por Léa Seydoux e Vincent Cassel, A Bela e a Fera peca no roteiro, mas ganha pontos na incrível fotografia.

MALÉVOLA (Robert Stromberg, 2014)

MALEVOLA

A bruxa má de A Bela Adormecida vira quase uma mocinha de novela das oito neste filme Disney protagonizado pela musa Angelina Jolie e que foi um sucesso absoluto nas bilheterias. Filme mediano, Malévola nos traz uma ótima performance de Jolie e efeitos especiais deslumbrantes.

Gostou da nossa lista?! Sentiu falta de algum filme? Contribua com o nosso site indicando filmes que poderiam compor uma segunda lista.

Comente pelo Facebook