TOP 10 MELHORES FILMES DE JULIANNE MOORE

Jualianne

Por Davi Gonçalves

Nossa atriz homenageada da vez é a inconfundível Julianne Moore, que em 2015 finalmente faturou o tão esperado – e merecido – Oscar de melhor atriz (por sua atuação unânime em Para Sempre Alice).

Mas, como todos sabem, Moore é uma das mais elogiadas intérpretes de sua geração – e por isso o CCine10 listou abaixo os dez melhores filmes da ruiva mais linda e talentosa do cinema. Confira os títulos:

BENNY & JOON – DOIS CORAÇÕES EM CONFLITO (Jeremiah S. Chechik, 1993)

BENNY & JOON

Julianne ainda era uma atriz sem muita badalação quando, lá no início da década de 90, fez parte no elenco de Benny & Joon – Dois Corações em Conflito, ao lado do também jovem (mas já bem conhecido) Johnny Depp.

BOOGIE NIGHTS – PRAZER SEM LIMITES (Paul Thomas Anderson, 1997)

BOOGIE NIGHTS

Sem dúvidas, Boogie Nights é um dos filmes mais cultuados do cineasta Paul Thomas Anderson – e também um divisor de águas na carreira de Moore, que ganhou sua primeira indicação ao Oscar na pele de uma dona de casa que se torna atriz pornô.

MAGNÓLIA (Paul Thomas Anderson, 1999)

MAGNOLIA

Em sua segunda parceria com Anderson (considerada a obra-prima do diretor), Julianne vive a esposa de um homem mais velho que se casou por interesse, mas à beira da morte do marido, descobre que o ama de verdade.

HANNIBAL (Ridley Scott, 2001)

HANNIBAL

Neste suspense bastante aclamado pelo público e crítica, Julianne é uma mulher que serve como “isca” do psicótico Hannibal Lecter (Anthony Hopkins).

AS HORAS (Stephen Daldry, 2002)

AS HORAS

Mais uma vez indicada ao Oscar de melhor coadjuvante, Julianne é uma mulher dos anos 50 que, apesar de levar uma vida aparentemente perfeita, não é muito feliz em casa.

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA (Fernando Meirelles, 2008)

ENSAIO SOBRE A CEGUEIRA

Adaptação da obra de José Saramago, Ensaio Sobre a Cegueira nos traz Julianne como uma das únicas pessoas imunes a uma grande epidemia de cegueira que se espalha pelo planeta.

DIREITO DE AMAR (Tom Ford, 2009)

DIREITO DE AMAR

No debut de Tom Ford, Moore arrebata elogios como a excêntrica amiga de um homossexual que perdeu seu parceiro em um trágico acidente de carro.

PELOS OLHOS DE MAISIE (David Siegel e Scott McGehee, 2012)

PELOS OLHOS DE MAISIE

Em Pelos Olhos de Maisie, Julianne é uma estrela do rock que passa por um divórcio conturbado – mas quem acaba sofrendo de verdade é sua filha Maisie.

MAPAS PARA AS ESTRELAS (David Cronenberg, 2014)

MAPAS PARA AS ESTRELAS

Okay, há ressalvas quanto a este filme de Cronenberg – mas se há uma certeza absoluta é a excelente atuação de Moore, que vive uma atriz que sofre com o desgaste de sua imagem e luta para permanecer nos holofotes. Se o longa não é lá essas coisas, apenas a cena de Moore dançando no quintal de casa vale por todo o restante…

PARA SEMPRE ALICE (Richard Glatzer e Wash Westmoreland, 2014)

PARA SEMPRE ALICE

Não, Para Sempre Alice não é um grande filme – na verdade, o longa só é maior devido à atuação competente de Julianne Morre, que ofusca todo o restante da fita. Com muita sensibilidade, Moore carrega no olhar o drama de uma professora de neurolinguística que descobre ser portadora de um tipo precoce de Alzheimer.

Gostou da nossa lista?! Sentiu falta de algum filme? Contribua com o nosso site indicando filmes que poderiam compor uma segunda lista.

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. Maria

    Sem escala…filme