TOP 10 MELHORES FILMES DE MARTIN SCORSESE

Martin

Por Davi Gonçalves

Essa semana tem a estreia de O Lobo de Wall Street – polêmico filme do diretor Martin Scorsese que tem recebido ótimos elogios da crítica e já faturou cinco indicações ao Oscar deste ano.

Com cenas censuradas em vários países ao redor do mundo, O Lobo de Wall Street é o típico produto cinematográfico de Scorsese, cineasta conhecido por sua erudição e seu talento estilístico e que é um dos principais expoentes do cinema conhecida por Nova Hollywood.

Para entrar no clima da estreia, o CCine10 elegeu os 10 melhores filmes do diretor (que estão em ordem cronológica). Com muita dificuldade (visto a quantidade e a qualidade da obra do cineasta), chegamos a uma lista que sugere os filmes mais elogiados pelo público e crítica. Confira os títulos e veja se o seu filme preferido de Scorsese está na nossa lista:

Caminhos Perigosos (1973)

Caminhos Perigosos

Caminhos Perigosos é o segundo filme (ao menos considerado) de Scorsese e aqui também nasceu a bem sucedida colaboração de Robert De Niro. O filme já mostrava muito daquilo que seria uma das principais abordagens do cineasta durante sua carreira: a história gira em torno de uma família de origem italiana que se envolve com o crime organizado – alem, é claro, da trilha sonora rock’n roll que, no início da década de 70, deixava o filme muito mais moderno e dinâmico.

Alice Não Mora Mais Aqui (1974)

Alice Nao Mora Mais Aqui

No ano seguinte a Caminhos Perigosos, Scorsese saiu um pouco do gênero que o consagraria para criar um drama Road-movie, de caráter pouco pessoal, mas muito bem feito e, por esta razão, amplamente elogiado. Trata-se de Alice Não Mora Mais Aqui, cuja trama apresenta uma viúva que cruza o país com sua filha em busca de uma vida melhor.

Taxi Driver (1976)

Taxi Driver

Presença constante na lista de 100 maiores filmes da história do cinema norte-americano, Taxi Driver foi a primeira obra-prima de Scorsese, influenciando gerações de diretores nos anos posteriores. O filme traz Robert De Niro como Travis Bickle, um ex-fuzileiro da Guerra do Vietnã que vaga pelas ruas de Nova York em seu táxi, lidando com a vida pós-guerra. Clássico, Taxi Driver recebeu 4 indicações ao Oscar naquele ano, mas saiu da premiação sem nenhuma estatueta.

Touro Indomável (1980)

Touro Indomavel

Há quem considere Touro Indomável o melhor longa de Scorsese. No entanto, a única unanimidade, ao que parece, é que o filme traz a melhor atuação de Robert De Niro, que faturou o Oscar de melhor ator na pele do lutador de boxe Jake LaMotta. Scorsese, que na época se recuperava do vício em cocaína, só aceitou dirigir o longa após muita insistência de De Niro – este, que se dedicou com maestria para contar a trama de decadência do pugilista, em um filme puramente trágico.

Os Bons-Companheiros (1990)

Os Bons-Companheiros

Uma década após Touro Indomável, Scorsese decide mostrar a ascensão da família Lucchese no crime durante as décadas de 1950 e 1980. Recheado de diálogos memoráveis (há boatos de que o diretor promoveu ensaios livros com o elenco durante meses e anotou as melhores falas improvisadas pelos atores para incorporar ao roteiro), o filme teve 6 indicações ao Oscar e é considerado um dos melhores filmes do gênero. Ponto mais alto do filme: o personagem de Joe Pesci com a frase “como assim eu sou engraçado?”.

Cabo do Medo (1991)

Cabo do Medo

Trata-se de uma refilmagem de Círculo do Medo, de 1961, cuja história acompanha o psicopata Max Cady, vivido por De Niro, que, após deixar a prisão onde viveu por 14 anos, decide se vingar contra seu advogado, que teria contribuído para sua condenação. Filme assustador, De Niro está impecável na pele do maníaco Max.

Cassino (1995)

Cassino

Até o momento, Cassino é a última parceria entre entre Scorsese e De Niro. O filme, baseado em fatos reais, mostra um apostador escolhido pela máfia para supervisionar um cassino em Las Vegas. Com uma atuação brilhante de Joe Pesci (coadjuvante que rouba a cena a cada aparição), Cassino é a volta de Scorsese ao universo do crime e da máfia – e rendeu uma indicação ao Oscar para Sharon Stone, que vive uma prostituta que se envolve com o diretor do tal cassino.

Os Infiltrados (2006)

Os Infiltrados

Após muitas indicações ao prêmio de melhor diretor, Scorsese só faturaria o Oscar com Os Infiltrados, remake de um filme de Hong Kong – e que também faturou o prêmio de melhor filme. O filme também foi um dos maiores sucessos comerciais da carreira de Scorsese e discute temas sobre a identidade do indivíduo e sua segurança, tendo como pano de fundo o combate entre a polícia de Boston e a máfia irlandesa, cuja estrutura narrativa sugere um policial no grupo de bandidos e um bandido infiltrado na corporação policial.

Ilha do Medo (2010)

Ilha do Medo

Ilha do Medo traz mais parceria entre Scorsese e Leonardo DiCaprio (que parece ter se tornado o novo De Niro do diretor nos últimos anos). O filme também foi um grande sucesso comercial da carreira do diretor, contando a história de Teddy Daniels, um agente federal que investiga o desaparecimento de uma assassina hospitalizada em Shutter Island.

A Invenção de Hugo Cabret (2011)

A Invencao de Hugo Cabret

Com quase 50 anos de carreira, faltava a Scorsese dirigir um filme infantil – e a motivação surgiu de sua esposa que sugeriu ao cineasta dirigir um filme que sua filha (na época, uma pré-adolescente de 12 anos) pudesse assistir sem medo. Assim, nasceu A Invenção de Hugo Cabret, uma verdadeira ode de amor ao cinema. Com uma técnica inigualável, a produção recebeu 11 indicações ao Oscar e presta uma belíssima homenagem a George Méliès, um dos mais importantes nomes da história do cinema.

Comente pelo Facebook

3 Comentários

  1. Julio Nunes

    Precisa adicionar “O Lobo de Wall Street” nessa lista ai. Sucesso!

  2. Pedro Callado

    Gangues de Nova York e O Aviador são dois filmaços que mereciam estar aí

    e eu tiraria Ilha do Medo dessa lista…

  3. Garanhão italiano

    Deixaria Ilha do medo e não colocaria Aviador e nem Gangues de Nova york.