TOP 10 PERDEU O OSCAR – MAS FICOU NA HISTÓRIA…

perdeu_oscar

Por Davi Gonçalves

Toda cerimônia do Oscar é a mesma coisa: nós, cinéfilos, ficamos ansiosos para ver aquela nossa produção preferida faturar a tão merecida estatueta – e, muitas vezes, nos frustramos porque nossas expectativas não são totalmente atendidas.

Pior do que isso: muitas vezes, quem fatura o prêmio é aquele filme que (em nossas mentes de cinéfilos e fãs, claro) é o que menos merecia ou o que menos fez sucesso de público – o que acaba deixando a galera um pouco confusa sobre os reais critérios para se faturar uma premiação.

Por isso, o CCine10 decidiu listar 10 filmes que foram indicados ao prêmio máximo da cerimônia do Oscar: o de Melhor Filme. A ideia aqui é mostrar alguns dos maiores filmes que perderam a estatueta mas acabaram fazendo mais sucesso do que os próprios vencedores (se tornando clássicos que até hoje são lembrados e venerados pelos cinéfilos ao redor do mundo).

01. O MÁGICO DE OZ (1939)

O MAGICO DE OZ

Perdeu para: … E o Vento Levou

Okay, está certo que … E o Vento Levou é um ótimo filme e a estatueta foi bem merecida. Mas é um fato que O Mágico de Oz se tornou um dos filmes mais queridos de todos os tempos. Um dos primeiros filmes produzidos em Technicolor, o longa de Victor Fleming faturou apenas os prêmios de melhor trilha sonora e melhor canção original, das seis indicações que recebeu.

02. CIDADÃO KANE (1941)

CIDADAO KANE

Perdeu para: Como Era Verde o Meu Vale

Cidadão Kane foi o primeiro longa-metragem dirigido pelo então garoto prodígio Orson Welles e marcou época devido às suas inovações técnicas de roteiro e enquadramento (para se ter uma ideia, foi o primeiro filme a mostrar o teto dos ambientes em cena). Mesmo que não tenha conseguido dirigir nada tão significativo nos anos seguintes de carreira, Orson Welles é o nome responsável por um dos maiores filmes da história, segundo a crítica especializada.

03. A CONQUISTA DO OESTE (1962)

A CONQUISTA DO OESTE

Perdeu para: As Aventuras de Tom Jones

Com um elenco estelar (Gregory Peck, Henry Fonda, James Stewart, entre outros) e dirigido por John Ford, Henry Hathaway e George Marshall, A Conquista do Oeste é um filme obrigatório para os fãs de John Ford. Sem querer tirar os méritos do vencedor da noite, mas cá entre nós: não é todo cinéfilo que já ouviu falar em As Aventuras de Tom Jones, né?

04. LARANJA MECÂNICA (1971)

LARANJA MECANICA

Perdeu para: Operação França

Talvez o maior clássico de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica recebeu quatro indicações ao Oscar (melhor filme, diretor, roteiro adaptado e montagem) – e não levou nada. Sucesso com o público, Laranja Mecânica é um daqueles filmes obrigatórios para qualquer cinéfilo – bom, Kubrick em si já é obrigatório, né?

05. CHINATOWN (1974)

CHINATOWN

Perdeu para: O Poderoso Chefão: Parte 2

Chinatown, obra inspirada de Roman Polanski, é um dos maiores clássicos noir da história do cinema – recebendo 11 indicações ao Oscar, mas só levando a de melhor roteiro original (roteiro, aliás, que muitos especialistas de cinema consideram como o mais perfeito e impecável de todos os tempos). Mas vai lá, perdeu o prêmio de melhor filme para a segunda parte da trilogia O Poderoso Chefão, então vamos reconsiderar…

06. STAR WARS EPISÓDIO IV – UMA NOVA ESPERANÇA

STAR WARS EPISODIO IV UMA NOVA ESPERANCA

Perdeu para: Noivo Neurótico, Noiva Nervosa

Eu sei que os fãs chatos do Woody Allen vão achar ruim, mas como acreditar em um mundo onde a primeira parte da franquia Star Wars perde o prêmio de melhor filme para a comédia escrita e protagonizada pelo cineasta com os piores fãs de todos os tempos? Apesar de todos os méritos do longa de Allen, Star Wars é talvez a maior franquia da história do cinema, angariando fãs de várias gerações.

07. TOURO INDOMÁVEL (1980)

TOURO INDOMAVEL

Perdeu para: Gente Como a Gente

Poucos anos antes, Martin Scorsese já havia perdido um prêmio de melhor filme (Taxi Driver, que perdeu a estatueta para Rocky, um Lutador). Com Touro Indomável, foi a mesma coisa: por várias vezes injustiçado, Scorsese viu o Oscar fugir de suas mãos para Gente Como a Gente – no entanto, nem preciso mencionar quais são os maiores clássicos de Scorsese segundo público e crítica, certo?

08. PULP FICTION – TEMPO DE VIOLÊNCIA (1994)

PULP FICTION TEMPO DE VIOLENCIA

Perdeu para: Forrest Gump – O Contador de Histórias

Forrest Gump é um filme que muita gente ama – e rendeu um prêmio de melhor ator a Tom Hanks. Porém, Pulp Fiction consolidou o trabalho do jovem e promissor Quentin Tarantino e se tornou um dos filmes mais idolatrados (assim como seu diretor) de todos os tempos. Com cenas e diálogos antológicos, Pulp Fiction revitalizou ainda as carreiras de John Travolta e Uma Thurman (que até faturou uma indicação ao prêmio de melhor atriz).

09. O SENHOR DOS ANÉIS: A SOCIEDADE DO ANEL

O SENHOR DOS ANEIS A SOCIEDADE DO ANEL

Perdeu para: Uma Mente Brilhante

Primeira parte de uma trilogia de sucesso, O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel recebeu doze indicações ao Oscar, faturando apenas quatro (figurino, maquiagem, efeitos visuais e trilha sonora). Uma Mente Brilhante tem lá seus bons momentos e tudo, mas é inegável que A Sociedade do Anel virou febre e conquistou fãs ao redor do mundo – especialmente os amantes da obra de Tolkien.

10. CISNE NEGRO

CISNE NEGRO

Perdeu para: O Discurso do Rei

O Discurso do Rei é primoroso: tecnicamente impecável e com atuações inspiradíssimas de todo o elenco. Porem, Cisne Negro se tornou um clássico instantâneo ao mostrar o drama de superação da bailarina Nina, interpretada pela estonteante Natalie Portman. A Academia não deu o prêmio de melhor filme à película de Darren Aronofsky, mas soube reconhecer o trabalho excelente de Portman, que faturou o Oscar de melhor atriz por sua personagem – e virou febre com sua maquiagem e sua dança.

Comente pelo Facebook