WHIPLASH – EM BUSCA DA PERFEIÇÃO (Crítica)

WHIPLASH  EM BUSCA DA PERFEICAO

5estrelas

Por Igor Pinheiro

WHIPLASH  EM BUSCA DA PERFEICAO03

É extremamente bom ver um filme que te faz acreditar no cinema como arte além do entretenimento. Não que em algum momento eu tenha desacreditado, mas às vezes fica mais difícil mesmo. E cinema como arte não quer dizer um filme super refexivo, com cenas longas, silenciosas, enquadramentos incomuns e tudo mais, quer dizer ser um filme que te envolve o tempo inteiro, e isso Whiplash – Em Busca da Perfeição faz muito bem.

Grande vencedor do Festival de Sundance, o filme nos apresenta Andrew, um estudante de bateria que busca o seu melhor, querendo se tornar um grande ídolo da percussão. Ele começa a ter aulas com o renomado professor de jazz Terrence Fletcher, que faz com que os alunos se esforcem além de seus limites para conseguir o que querem.

As reflexões geradas são ótimas. Até que ponto um esforço sem limites vale a pena? Será que quando você desiste, nunca foi seu destino ser aquilo que você queria ser? Você está no caminho certo? E por menos de duas horas o filme te conduz por uma narrativa que não cansa em nenhum momento, com duas reviravoltas sensacionais. Sabe quando você entra numa sala de cinema e sai de lá outra pessoa? Então, isso é cinema como arte.

WHIPLASH  EM BUSCA DA PERFEICAO02

E vale destacar a experiência física que se tem com o filme. Graças às ótimas edições, de vídeo e de som, e à mixagem do filme. São elementos técnicos que nunca costuma comentar, mas a cada solo de bateria do filme, você se arrepia, e sente vontade de levantar e aplaudir de pé durante o clímax. Posso parecer exagerado, mas quando surge um filme desses, esse tipo de elogio se faz necessário.

E além de todo o aspecto técnico, direção e roteiro, o filme também conta com um ótimo elenco, até nos papéis menores. A carreira de Miles Teller (Divergente) com certeza está marcada por esse filme e o garoto só deve crescer a partir de agora. E a gente já sabia que J.K. Simmons é sensacional, mas vale a pena destacar o cara aqui também, naquele tipo de personagem que a gente ama odiar. E quem merece destaque também é Melissa Benoist, que é muito boa, mesmo em sua pequena participação, mas só me fez pensar “por que você perde seu tempo em Glee?”.

Eu nunca havia visto um filme em cabine de imprensa que tivesse sido aplaudido no fim, e isso aconteceu com Whiplash. Nem sei se isso significa alguma coisa, mas foi ótimo ver que esse filme envolveu tantos as pessoas que estavam naquela sala comigo, assim como me envolveu e com certeza vai envolver muita gente quando estrear, em 2015. E que venha o Oscar…

WHIPLASH  EM BUSCA DA PERFEICAO01

SINOPSE

Um jovem baterista (Miles Teller) sonha em ser o melhor de sua geração. Com o treinamento de o revenciado e impiedoso mestre do jazz, Terence Fletcher (JK Simmons), o músico começa a ultrapassar todos os seus limites, inclusive tomando atitudes que jamais pensou que tomaria.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Damien Chazelle” espaco=”br”]Damien Chazelle[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Damien Chazelle
Título Original: Whiplash
Gênero: Drama , Musical
Duração: 1h 46min
Ano de lançamento: 2014
Classificação etária: 12 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário