A BRUXA DE BLAIR (Crítica)

A Bruxa de Blair

4estrelas

FICHA TÉCNICA

Título Original: The Blair Witch Project
Ano do lançamento: 1999
Produção: EUA
Gênero: Terror
Direção: Daniel Myrick e Eduardo Sánchez
Roteiro: Daniel Myrick e Eduardo Sánchez

Sinopse: Três estudantes de cinema embrenham-se nas matas do estado de Maryland para fazer um documentário sobre a lenda da bruxa de Blair e desaparecem misteriosamente. Um ano depois, uma sacola cheia de rolos de filmes e fitas de vídeo encontrada na mata. As imagens registradas pelo trio dão algumas pistas sobre seu macabro destino.

Por Kadu Silva

A BRUXA DE BLAIR02

Não é de se espantar que dentre as opções de filme de terror que estava em votação no site o escolhido para a crítica foi A bruxa de Blair, pois ele é o marco dentro do gênero “câmera na mão” que hoje em dia é ainda febre nas bilheterias mundiais.

Esse projeto foi uma ousada e bem sucedida investida dos diretores Daniel Myrick e Eduardo Sánchez que criaram uma ficção que parecia documentário real, de três jovens estudantes que foram para a floresta de Black Hills fazer um documentário sobre a lenda da Bruxa de Blair e nessa investida eles acabaram desaparecendo e as cenas que foram usadas foi do que ficou das filmagens deles um ano após o desaparecimento deles.

O grande mérito da produção foi realizar uma excelente campanha de marketing que vendia o filme como algo real, o que despertou no público um enorme interesse em saber o que aconteceu com os jovens. O realismo era tal que os atores até então desconhecidos aceitaram utilizar o nome real para realização do filme.

Os três atores também entraram assim como todos que ficaram interessados no filme nesse projeto sem saber quase nada, o enredo e o que iria acontecer com eles, só foi conhecido cena após cena, tudo para manter a maior veracidade possível na proposta.

A BRUXA DE BLAIR03

O roteiro do filme é muito bem pensando, pois todo o desenrolar do longa-metragem serve como instrumento para causar tensão ao público. O drama psicológico e o envolvimento involuntário que é causado, faz o público se sentir parte de tudo. Os diálogos também ajudam nesse contexto sendo fundamentais para o arrepiante desfecho.

O trio protagonista também se destaque aqui, pois a inexperiência acabou sendo o elemento chave para tornar para o público tudo quase real diante dos olhos.

A bruxa de Blair por todos os elementos já citados foi um enorme sucesso, pois soube transformar o gênero terror que a muito tempo era visto como quase comédia, tais eram as tentativas de causar medo nas plateias do mundo, utilizando monstros bizarros ou/e assassinos mascarados o que até divertia, mas nada ficou tão marcante como essa investida.

O pioneirismo é o grande mérito do filme, que além de ser bem pensando e bem produzido causa angustia e medo para quem assiste mesmo passados quase 13 anos de seu lançamento.

É uma pena que devido ao sucesso do filme a industria cinematográfica fez desse grande projeto quase um novo gênero, realizando várias coisas desnecessárias até hoje, a mais bem sucedida tentativa de causar terror no público com a “câmera na mão” é a franquia Atividade Paranormal, mais é só mais uma copia do que esse filme criou em 1999.

Esse filme é daquele que vale ter na sua coleção, pois mesmo passados tantos anos é ainda assustador e muito bom de ver, pois para mim se trata de um dos melhores filmes de terror que já assisti. Fica a dica.

A BRUXA DE BLAIR01

PRÊMIOS

MTVMOVIE AWARDS
Indicação: Melhor Sequência de Ação

TRAILER

Comente pelo Facebook

2 Comentários