AMNÉSIA (Crítica)

AMNESIA

5estrelas

FICHA TÉCNICA

Título Original: Memeto
Ano do lançamento: 2000
Produção: EUA
Gênero: Suspense
Direção: Christopher Nolan
Roteiro: Christopher Nolan, Jonathan Nolan

Sinopse: Após um assalto que resultou na morte de sua esposa e que o deixou em estado gravíssimo, Leonard Shelby (Guy Pearce) passa a sofrer de amnésia recente. Ele não consegue se lembrar de fatos que aconteceram há 15 minutos. Mesmo assim ele decide ir atrás do assassino de sua mulher e se vingar

Por Kadu Silva

AMNESIA02

Em 2000 chegou em circuito alternativo um filme que chamou a atenção dos críticos pela inovadora e criativa forma de contar a história, era o longa Amnésia do novato diretor Christopher Nolan, que somente havia feito um único filme antes desse, o pouco conhecido Following (que não teve lançamento em circuito comercial no Brasil), e já nessa quase estreia para o público o cineasta teve sua produção considerada uma obra-prima, e não é a toa tal status, o filme é uma aula de como usar o contesto do filme para ousar na montagem e assim surpreender o público.

Na trama o investigador de seguros Leonard Shelby (Guy Pearce) passa a sofrer de perda de memória recente após um assalto que resultou na morte de sua esposa. Mesmo assim ele decide que vai atrás do assassino de sua mulher para se vingar dessa perda. Para isso ele tatua em seu corpo informações que irão ajudar nesse investigação, além de fotografar tudo e fazer anotações nas fotos.

O criativo e formidável roteiro foi escrito por Nolan junto com seu irmão Jonathan Nolan, e usa de um recurso já bem manjado mas poucas vezes bem utilizado, que é contar a história de trás para frente. Aqui a grande sacada é que esse recurso tem tudo a ver com o estado mental do protagonista que é o narrador da história. Sua mente, dentro das informações atuais é feita de fragmentos e de forma nada cronológica, e é exatamente nessa “deixa” que vem o diferencial do filme que é saber utilizar do recurso de forma PERFEITA.

Além da boa ideia do filme, os diálogos, ou seja o texto do longa-metragem é incrível, cheio de frases de efeito e de indagações que só ficam mais fortes no decorrer do filme.

Existe também uma subtrama que sempre aparece no decorrer da projeção, que é a investigação de Leonard a um dos seus clientes que sofreu o mesmo problema dele de perda de memória recente. Em praticamente todo o filme temos a sensação que isso é apenas um modo de mostrar para o público que é algo mais recorrente que imaginamos, somente na cena final que vemos que é um fato importante para tudo que aconteceu com o protagonista.

Por isso que Amnésia é daqueles filmes que cada detalhe que se vê na tela tem fator primordial para compreender o desfecho do longa. Não é fácil de digerir, mas com certeza vai se tornar um filme que vai te fazer querer sempre rever para descobrir ao certo os porquês que aos poucos aparecem na trama.

AMNESIA03

Nolan em um grande trabalho de direção cria um clima de suspense incrível, que mesmo começando com a conclusão do filme não perde em nada a cada volta do protagonista em sua lembranças, pelo contrario vai montando um quebra cabeça repleto de reviravoltas e de situações surpreendentes, deixando o espectador a todo momento em dúvida sobre quem é o vilão ou o bandido dentro da trama.

Além de Nolan outro grande trabalho é da edição de Dody Dorn que tem papel fundamental para manter o clima tenso da trama. Esse trabalho de juntar fragmentos e mesmo assim passar a ideia de uma história coesa é realizada de forma genial. E é esse um dos grandes acertos do filme que mantém durante todo o longa a expectativa do que vai acontecer no próximo trecho do passado – e o mais interessante é que não causou um ar de algo chato e cansativo que muitas vezes é visto em filmes que escolhem por usar esse recurso.

E tudo isso deu certo porque Guy Pearce realiza um grande trabalho de interpretação, sendo praticamente um monologo, ele está em 100% das cenas. Sua mudança de humor ou de tensão que tem que ser rápida visto o seu estado mental é feito de forma bem convincente, até porque as cenas em flashback em que mostra ele ainda “normal” revela um homem bem centrado.

No elenco tem outros nomes importantes, destaque para Carrie-Anne Moss (Matrix) que tenta aqui tirar um pouco de sua imagem cibernética Trinity e mesmo em poucas cenas tem grande e importante presença na trama (não vou falar muito para não estragar as surpresas que a trama contém para a personagem).

Portanto esse é um dos mais importantes filmes do grande diretor Christopher Nolan, uma verdadeira obra-prima, que merece além de assisti-lo, que você tenha em sua coleção, porque tenho certeza, se você ainda não conferiu, vai querer ver mais de uma vez para absorver tantas informações que não vem mastigadas como vemos de costume na grande maioria dos filmes.

AMNESIA01

PRÊMIOS

OSCAR
Indicações: Montagem, Roteiro Original

GLOBO DE OURO
Indicação: Roteiro

MTV MOVIE AWARDS
Ganhou: Melhor diretor Estreante

DIRECTORS GUILD OF AMERICA
Indicação: Direção

TRAILER

Comente pelo Facebook

1 Comentário

  1. vinicius

    Obra-prima do Nolan, os demais filmes dele, apesar de ótimos, são inferiores a Memento.