COLATERAL (Crítica)

COLATERAL

4emeio

FICHA TÉCNICA

Título Original: Collateral
Ano do lançamento: 2004
Produção: EUA
Gênero: Policial, Drama, Suspense
Direção: Michael Mann
Roteiro: Stuart Beattie
Classificação etária: 14 Anos

Sinopse: Max (Jamie Foxx) trabalha como motorista de táxi há 12 anos, já tendo levado os mais diversos passageiros a todos os locais de Los Angeles. Porém, em uma noite aparentemente tranquila, ele encontra Vincent (Tom Cruise), um homem que pega o táxi como se fosse um passageiro qualquer. Porém Vincent é um assassino de aluguel, que está na cidade para completar o plano de um cartel do narcotráfico, que está prestes a ser condenado por um júri federal. Vincent precisa matar 5 testemunhas-chave do processo e conta com Max para fugir da polícia local e do FBI, logo após cometer os assassinatos. Obrigado a seguir as ordens de Vincent, Max precisa ainda lidar com a possibilidade de ser morto por seu passageiro a qualquer momento, já que Vincent pode usá-lo para proteção pessoal.

Por Kadu Silva

COLATERAL03

Michael Mann (Inimigos Públicos) em seu filme Colateral, tentou fugir do óbvio ao contar a história de Max (Jamie Foxx) um pacato motorista de táxi que acabou se envolvendo numa trama do cartel de narcóticos ao pegar o cliente Vincent (Tom Cruise) em seu carro para uma corrida.

Vincent é um matador de aluguel, que tem como missão matar 5 pessoas durante a noite de Los Angeles e o inocente Max terá que o levar para esta missão, mesmo sem querer.

Como fica claro, a sinopse é mais do mesmo, sendo assim o diretor não conseguiu fugir muito do que era esperado. No filme os desfechos são em sua maioria, sempre previsíveis, não existe inovação na construção da trama e o típico filme de ação/suspense do verão americano. Mas Michael Mann não quis assinar a obra sem deixar sua marca e em alguns poucos momentos vemos insights criativos durante a narrativa. Seu estilo que faz da ficção um formato que lembra um documentário, está presente e torna a história ainda mais envolvente.

Já o roteiro de Stuart Beattie (Piratas do Caribe), é redondinho, sem falhas e consegue segurar o espectador do começo ao fim. A boa trilha sonora ajuda no crescente clima de suspense que a trama apresenta.

COLATERAL02

O longa tem Tom Cruise vivendo um vilão surpreendente, numa performance totalmente diferente do que já vimos, até a entonação vocal ele mudou, para compor o personagem, é uma atuação brilhante, outro que chama atenção por apresentar uma performance diferente das que estamos acostumados é Mark Ruffalo que vive o policial Fanning, que aparece como um estilo meio latino e cheio de malícia.

Colateral é um filme sombrio, em tons escuros, ressaltando o lado “negro” do ser humano. A fotografia é um caso a parte, consegue aproveitar a luz e as sombras da noite de Los Angeles de forma brilhante. Quem também merece destaque é o montador Paul Rubell, que foi responsável por dar o ritmo perfeito para a trama, como já citei, o filme, vai num crescente e o espectador embarca neste movimento.

De fato o longa, apesar de previsível é um bom entretenimento, mas o filme apresenta para mim uma falha que o faz perder muitos pontos. Max no inicio do longa leva a advogada Annie para o centro em seu táxi, e com apenas um breve papo, cresce entre eles uma espécie de romance, que ao meu ver soou artificial, fica difícil de comprar o interesse mútuo. Mas isso é apenas um detalhe.

O interessante do longa é notar que nossas vidas que parecem tão pacatas e simples, com um simples gesto, um acontecimento fora do comum, pode tomar rumos inimagináveis. Sem contar a sensação de ser manipulado Por isso, o importante é sempre aproveitar o presente, afinal é um presente e você tem que “usa-lo” como se não houvesse o amanhã.

COLATERAL01

PRÊMIOS

OSCAR
Indicações: Ator Coadjuvante – Jamie Foxx e Melhor Edição

GLOBO DE OURO
Indicação: Ator Coadjuvante – Jamie Foxx

BAFTA
Ganhou: Melhor Fotografia, Melhor Roteiro Original, Melhor Ator Coadjuvante – Jamie Foxx, Melhor Edição e Melhor Som

Indicação: Melhor Direção – Michael Mann

MTV MOVIE AWARDS
Indicação: Melhor Vilão – Tom Cruise

TRAILER

Comente pelo Facebook