HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL (Crítica)

HARRY POTTER E A PEDRA FILOSOFAL

FICHA TÉCNICA

Título Original: Harry Potter and the Sorcerer Stone
Ano do lançamento: 2001
Produção: EUA, Inglaterra
Gênero: Aventura
Direção: Chris Columbus
Elenco: Daniel Radcliffe, Rupert Grint, Emma Watson, Richard Harris, Maggie Smith, Alan Rickman, Ian Hart, John Cleese e grande elenco.
Roteiro: Steven Kloves, baseado em livro de J.K. Rowling

Sinopse: Harry Potter (Daniel Radcliff) é um garoto órfão de 10 anos que vive infeliz com seus tios, os Dursley. Até que, repentinamente, ele recebe uma carta contendo um convite para ingressar em Hogwarts, uma famosa escola especializada em formar jovens bruxos. Inicialmente Harry é impedido de ler a carta por seu tio Válter (Richard Griffiths), mas logo ele recebe a visita de Hagrid (Robbie Coltrane), o guarda-caça de Hogwarts, que chega em sua casa para levá-lo até a escola. A partir de então Harry passa a conhecer um mundo mágico que jamais imaginara, vivendo as mais diversas aventuras com seus mais novos amigos, Rony Weasley (Rupert Grint) e Hermione Granger (Emma Watson).

Pedra01

O começo da Magia

“Esse será o bruxo mais famoso do mundo”, assim começa o primeiro filme da franquia Harry Potter, uma frase profética, sim porque até então Potter era somente um sucesso na literatura, o sucesso nos cinemas ainda estava a prova e logo no seu primeiro filme teve recordes de bilheteria pelo mundo.

Quando a Warner Bros. decidiu realizar a obra de J.K. Rowling muitos diretores foram cogitados para assumir o primeiro longa, até Steven Spielberg ficou nessa lista, mas o escolhido foi Chris Columbus que diante do grande desafio fez um ótimo trabalho, dando vida a toda essa grande magia que envolvia a história e mesmo com vários astros ainda desconhecidos e mirins levou com grande maestria o longa.

Por falar em elenco a escolha do ator que viveria o Harry Potter foi outro grande desafio, mais de 60 mil crianças foram entrevistadas e Daniel Radcliff acabou sendo o escolhido, ele por também pegar um personagem forte e marcante fez uma boa estreia e seu carisma junto com Rupert Grint e Emma Watson, foram responsáveis por fazer desse primeiro filme um grande sucesso.

pedra02

Se não bastasse isso uma das melhores coisas de todos os filmes de Harry Potter é a direção de arte que fez simplesmente “mágica” em reproduzir toda essa “loucura” da autora dos livros de forma perfeita. É um verdadeiro show a parte.

A pedra filosofal ainda tem um ar todo infantil em seu roteiro, assim como o elenco, mas a autora mostra que tinha todo a história em mente desde o começo, pois as referencias do que ainda iria acontecer nos outros filmes é muito bem costurada aqui, o conforto final, os segredos enfim, mesmo tenho um desfecho o gostinho de quero m ais fica quando termina as 2 horas e meia de filme.

Para quem não assistiu o Ccine recomenda essa ótima aventura do bruxinho mais simpático dos cinemas.

pedra03

TRAILER

3estrelas

Comente pelo Facebook

2 Comentários

  1. ines

    gostei muito do filme e acho que esta critica está boa, não sei porque que o Harry Potter acabou por mim haveria 100 ou mais filme deles !!!

  2. Alicia Jaramillo

    Como um adolescente eu adorava assistir a filmes da saga. Há poucos dias vi novamente Harry Potter en HBO e eu de bom grado recordar algumas das performances de Emma Watson e Daniel Radcliffe, também os cenários são surpreendentes.