REAL BELEZA (Crítica)

Real Beleza

3estrelas

Por Kadu Silva

REAL BELEZA01

O diretor Jorge Furtado, autor de comedias consagradas tais como: O Homem Que Copiava, Meu Tio Matou um Cara e Saneamento Básico, O Filme, resolveu se enveredar para o drama em seu novo projeto cinematográfico. Neste novo longa, Furtado, roteiriza esta trama que, segundo ele, foi inspirado num artigo de um jornal inglês sobre o Rio Grande de Sul ser um polo rico em revelar belas mulheres para o mundo da moda.

Na história conhecemos João (Vladimir Brichta) um fotógrafo decadente, que sai pelo Brasil em busca de uma real beleza, já que ele não consegue mais enxergar em nada, uma beleza que mereça ser explorada. Nestas andanças, conhece Maria (Vitória Strada), a tal real beleza, e assim, João resolve que precisa leva-la para viajar com ele para torna-la uma grande modelo. Só que Maria é de menor, e ele terá a missão de convencer seus pais a aceitarem a sua proposta. Diante desse contato íntimo com a família de Maria, João descobre outras beleza, que não estava em seus planos encontrar.

Apesar desta sinopse interessante criada por Furtado, o longa, não encontra uma identidade para seu titulo, afinal, ele não responde o que seria a real beleza e nem abre para discussão o tema beleza, que hoje em dia é explorado de forma “equivocada” pela mídia mundial. A narrativa se mantém a todo o momento na superficialidade. Vemos o fotógrafo que por ver muita beleza, não consegue mais identifica-la, vemos um homem quase cego, que mesmo perdendo a visão, consegue através de seus outros sentido, notar a beleza em coisas, que a maioria dos seres humanos não veem e vemos também uma mulher de meia idade que enxerga, que ainda existe beleza no amor. No entanto nada destes pontos são aprofundados a ponto de deixar o espectador satisfeito.

REAL BELEZA02

Furtado além disso se arrisca em deixar seu filme repleto de referências sofisticadas, como citações de trechos de livros e de grandes poetas, a ainda tem a opera permeando boa parte das ações que acontecem na casa da modelo. Optar por esta escolha pode (infelizmente) afastar o grande público da experiência de assistir ao longa. Mas não se engane pensando que por ter essas referências o filme é um exemplar cult do cinema nacional, pois o diretor também fica encima do muro na escolha de onde vai levar seu filme, já que em diversas passagens o didatismo dos filmes populares ganham força. A sensação é que Furtado tenta agradar a todos, usando tanto a linguagem mais popular, sem deixar de lado o erudito dos grandes clássicos, mas o tom de cada um, talvez tenha sido equivocado.

Entre os acertos, sem dúvida, está Adriana Esteves e Francisco Cuoco, que estão simplesmente perfeitos em seus papeis. Ambos aparecem pouco, mas a presença deles trás para a telona uma energia dramática emocionante. Cuoco então, depois de muitos anos esteja em uma de suas melhores performances interpretativas. Sua atuação, com o grau de dificuldade que seu personagem pede, é simplesmente magistral.

Tecnicamente Furtado optou por não ousar em nada, tudo segue a cartilha do simples, a fotografia, a trilha sonora, a edição, a falta de clímax, tudo é limpo e singular. Tais escolhas foram fundamentais para tornar o filme uma produção regular, menor do que poderia render com o tema que aborda. Mas para você tirar sua conclusão, assista, afinal como a beleza, tudo é relativo e está nos olhos de quem vê.

REAL BELEZA03

SINOPSE

João (Vladimir Brichta) é um fotógrafo decadente, procurando uma nova modelo para relançar a sua carreira. Ele parte para o sul do Brasil, onde fotografa dezenas de adolescentes, até se encantar com a beleza de Maria (Vitória Strada), que deseja transformar em modelo internacional. Mas Pedro (Francisco Cuoco), o pai da garota, se opõe à carreira profissional da filha. Durante uma viagem de Pedro, João tem um caso amoroso com Anita (Adriana Esteves), mãe de Maria.

DIREÇÃO

[do action=”cast” descricao=”Jorge Furtado” espaco=”br”]Jorge Furtado[/do]

FICHA TÉCNICA

Roteiro: Jorge Furtado
Título Original: Real Beleza
Gênero: Drama
Duração: 1h 24min
Ano de lançamento: 2015
Classificação etária: 14 Anos

TRAILER

Comente pelo Facebook